Coletivo Trippé leva espetáculo e oficinas de dança para o sertão
  • Coletivo Trippé | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Coletivo Trippé | FOTO: Divulgação
    img
  •        

Atividades gratuitas acontecem em comunidades da Bahia e Pernambuco

Pensando na difusão de projetos artísticos para além do centro da cidade, o Coletivo Trippé está realizando a primeira temporada do espetáculo “Janelas Para Navegar Mundos” por comunidades. Todas as atividades são gratuitas e acontecem até esta quarta (23/08), entre Juazeiro-BA e Petrolina-PE, com apresentações, oficinas e bate-papos com os moradores

Serão quatro comunidades atendidas, pensando em um projeto de mediação cultual, que une momentos para assistir a obra e outros para integração com os artistas. “Não nos basta mais projetos que levem momentos de simples contemplação para o público, mas que pense em como acontece essa relação entre nossas criações e essas pessoas de comunidades afastadas que, por muitas vezes, não tem acesso a esse tipo de espetáculo. Queremos facilitar o diálogo”, explica Adriano Alves, diretor do espetáculo.

As ações começaram dia 18 de agosto em Petrolina, no bairro Jardim São Paulo. No sábado (19) e domingo (20), o Rio Corrente recebeu apresentação e oficina de iniciação à dança para jovens. Em Juazeiro, a primeira apresentação será no distrito Maniçoba, na segunda (21), com oficina de 13h às 16h e apresentação às 19h. Encerra-se a temporada no bairro São Geraldo, no CETEP São Francisco, com oficina e apresentação na quarta (23), às 09h e às 16h30h, respectivamente. Ainda serão realizados bate-papos com o elenco após as apresentações para discutir a obra e suas temáticas.

O projeto é uma realização da Funarte, Ministério da Cultura e Governo Federal, com produção assinada pela Pipa Produções. Este projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2014, que permitiu a realização da pesquisa e da criação do espetáculo, além das ações formativas e temporada popular. O Coletivo Trippé está em manutenção financiada pelo Governo do Estado da Bahia através do Edital de Apoio a Grupos e Coletivos Culturais 2016 do Fundo de Cultura da Bahia.

Para mais informações sobre a temporada, acessar a página do projeto no facebook, onde também está disponível o link para inscrição nas oficinas.




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Fabiana Constantino

POSTS RELACIONADOS:

  • Endança comemora 10 anos com o espetáculo Déjà Vú
    Endança comemora 10 anos com o espetáculo Déjà Vú
  • Histórias mágicas contadas através do balé clássico
    Histórias mágicas contadas através do balé clássico
  • A Bela Adormecida despertada pela Academia Fátima Freitas
    A Bela Adormecida despertada pela Academia Fátima Freitas

Deixe um comentário

Mensagem