Como manter-se vivo?
  • Flávia Pinheiro | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Flávia Pinheiro | FOTO: Divulgação
    img
  •        

Flavia Pinheiro abre temporada da sua nova performance, que faz parte da sua pesquisa Diafragma

Com criação e performance de Flavia Pinheiro, está aberta temporada de Como manter-se vivo, que faz parte do projeto Diafragma da bailarina. As apresentações vão acontecer no Tulasi Mercado Orgânico, no Recife. Em novembro, será nos próximos dias 25, 26 e 27, às 19h. Já em dezembro, acontecerá nos dias 2, 3, 4, 9, 10 e 11, também às 19h. Mas no dia 2 haverá sessão extra, às 16h, contando com debate sobre processos criativos com novas tecnologias.

A performance investiga a relação do corpo com a tecnologia e a urgência de permanecer em movimento como um procedimento de sobrevivência. Um questionamento de como nos relacionamos com a imaterialidade das relações propostas pelos dispositivos e a certeza da nossa impermanência. Entre os questionamentos levantados na obra, “como continuar em movimento?”, “como resistir ao desequilibrio e a instabilidade da existência?” e “como persistir no tempo?”.

Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia), à venda no local, que fica na Rua das Graças, 178, Graças, no Recife. Mais informações:  fpinheiro86@gmail.com.

FICHA TÉCNICA
Criação e Performance: Flavia Pinheiro
Direção de Arte: Flavia Pinheiro
Coaching: Peter Michael Dietz
Desenho sonoro: Leandro Oliván
Desenho de luz: Pedro Vilela
Designer grafico: Guilherme Luigi
Produção: Flavia Pinheiro, Pedro Vilela e Mariana




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • 50º espetáculo do Ballet Lúcia Helena D’Angelo
    50º espetáculo do Ballet Lúcia Helena D’Angelo
  • Studio de Danças apresenta o espetáculo Inspiração
    Studio de Danças apresenta o espetáculo Inspiração
  • Musical sobre Shrek ganha versão recifense
    Musical sobre Shrek ganha versão recifense

Deixe um comentário

Mensagem