Dança e batucada de Petrolina
  • Batuques, Cia. Balançarte | FOTO: Lara Micol
    img
  •        
  • Batuques, Cia. Balançarte | FOTO: Lara Micol
    img
  •        
  • Batuques, Cia. Balançarte | FOTO: Lara Micol
    img
  •        
  • Batuques, Cia. Balançarte | FOTO: Lara Micol
    img
  •        

Inspirada na cultura afro, a Cia. Balançarte coloca em cena o espetáculo Batuques nos dias 16 e 17 de outubro

Uma dança de celebração ao povo negro, o espetáculo Batuques, mais recente criação da Cia. Balançarte, traz para a cena uma pesquisa coreográfica baseada na ancestralidade e o encontro de linguagens entre dança e música.  As apresentações serão nos próximos dias 16 e 17 (sábado e domingo), às 20h, no no Teatro Dona Amélia, em Petrolina, no sertão de pernambucano.

Esse trabalho marca os 10 anos da companhia, que vem investindo em uma dança que parte das manifestações populares em sua pesquisa. “A companhia sempre buscou inspiração na cultura popular nos seus processos criativos e a cultura afro-brasileira sempre esteve presente nesses processos. Em Batuques, a temática afro é tomada enquanto foco e suas vertentes do canto, da percussão e da dança”,  explica o diretor artístico do grupo, Marcos Aurélio.

Como o espetáculo, a temporada também é uma produção independente da Cia. Balançarte, que conta com a parceria do Sesc Petrolina, do Studio Cintia Melo Pilates, da Abajur Soluções Audiovisuais, do Humus Cultural e do Impulso Pré-vestibular e Concursos. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), à venda na bilheteria do teatro, que fica avenida Fernando Góes, no Centro de Petrolina. Mais informações: (87) 98847.2239, 98851.6928 e cia.balancarte@hotmail.com.

FICHA TÉCNICA
Direção Geral: Marcos Aurélio Soares
Direção Musical e Arranjos: Antônio Pablo
Direção de Encenação e Dramaturgia Corporal: Renata Camargo
Ensaiadora: Carol Andrade
Composições e Criação de Figurinos: Fernanda Luz
Confecção de Figurinos: Maria Rodrigues
Bordado: Mulheres Rendeiras (Angelita e Lucia)
Criação de Luz: Carlos Tiago
Ambientação: Marcos Aurélio Soares e Paulo Júnior
Execução de Sonoplastia: Paulo Júnior / Gravação: Studio Maximize (Gargamel)
Assistentes de Produção: Elizabete Soares e Thiago Rodrigues
Intérpretes-criadores: Antônio Pablo, Fernanda Luz, Ingrid Beatriz e Marcos Aurélio Soares
Produção e Realização: Cia Balançarte.




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • Isabela Severi realiza oficina sobre explorações somáticas de movimento
    Isabela Severi realiza oficina sobre explorações somáticas de movimento
  • 35º Concurso de Quadrilhas Juninas do Recife
    35º Concurso de Quadrilhas Juninas do Recife
  • Sapatilha de ponta: quando começar a usar?
    Sapatilha de ponta: quando começar a usar?

Deixe um comentário

Mensagem