Dança e Movimento Armorial
  • Livro Deslocamentos armoriais
    img
  •        
  • Roberta Ramos / Divulgação
    img
  •        

 O livro Deslocamentos Armoriais é da professora doutora e pesquisadora Roberta Ramos

A editora Associação Reviva, em parceria com a editora Universitária UFPE, lança o livro Deslocamentos Armoriais, da professora e pesquisadora Roberta Ramos. A obra integra a coleção Encenações do Popular, que a cada publicação aborda a relação da cultura popular com diferentes áreas. A partir de um estudo inédito sobre o Movimento Armorial, criado na década de 70 pelo escritor paraibano Ariano Suassuna, a obra reúne reflexões sobre literatura, políticas públicas e danças armoriais, numa abordagem crítica do movimento, que tem ampla repercussão no imaginário cultural de Pernambuco e do Brasil. A publicação custa R$ 20,00, tendo parte da tiragem distribuição gratuita para entidades culturais, universidades e bibliotecas.

No livro, Roberta faz um estudo aprofundado sobre os princípios estéticos e ideológicos do Movimento Armorial e lança reflexões críticas com base teórica nos Estudos Culturais, em escritos de Stuart Hall, Nestor García Canclini e Jesús Martín-Barbero, entre outros. Para a realização da pesquisa, a autora foi motivada por resultados obtidos pelo Projeto Acervo RecorDança, dedicado à história da dança da Região Metropolitana do Recife, sob a coordenação de Ailce Moreira, Liana Gesteira, Valéria Vicente e da própria Roberta.

A partir da tríade política-literatura-dança presente no livro, Roberta Ramos multiplica as discussões sobre o estatuto do corpo, sobre as relações entre arte e experimentação, e entre arte e intervenção social, aprofundando tanto as contradições inerentes ao projeto armorial – que teve como objetivo criar uma arte brasileira erudita, com base na cultura popular nordestina de raízes africana, indígena, ibérica e moura e, com isso, fortalecer a ideia de uma identidade cultural brasileira – quanto às formas que o legado desse projeto foram adquirindo em diversas representações posteriores.

A obra traz ainda um apanhado histórico sobre o Movimento Armorial, discussões sobre as suas propostas estéticas e ideológicas, análises do discurso teórico e literário de Ariano Suassuna na construção de uma identidade brasileira e das tentativas de se realizar uma dança armorial. A autora ainda lança reflexões sobre o “corpo armorial” com a análise de três espetáculos de momentos distintos do Grupo Grial: “A Demanda do Graal Dançado” (1998), o primeiro do grupo; “As Visagens de Quaderna ao Sol do Reino Encoberto” (2006); e “Ilha Brasil Vertigem” 2006); e, por fim, compara os discursos sobre identidade nacional e cultura popular produzidos nos âmbitos da literatura e da dança armoriais.

O livro revela desde a primeira iniciativa de Ariano Suassuna de introduzir seu pensamento na dança em parceria com a professora de balé clássico Ana Regina, passando pelas experiências do Balé Armorial do Nordeste com a professora Flávia Barros e do Balé Popular do Recife com o coreógrafo André Madureira, e pelos desdobramentos na trajetória do artista Antonio Carlos Nóbrega e do Grupo Grial de Dança, este último criado, em 1997, pela bailarina e coreógrafa Maria Paula Costa Rêgo e por Suassuna e que se mantém atuante até hoje. A publicação também aborda espetáculos inspirados ou em homenagem ao Movimento Armorial criados pela Cia Vias da Dança e pelo Balé Stagium.




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • 50º espetáculo do Ballet Lúcia Helena D’Angelo
    50º espetáculo do Ballet Lúcia Helena D’Angelo
  • Studio de Danças apresenta o espetáculo Inspiração
    Studio de Danças apresenta o espetáculo Inspiração
  • Musical sobre Shrek ganha versão recifense
    Musical sobre Shrek ganha versão recifense

1 Comentários

Day Lima

2015-01-26 15:46:09 Responder

Boa tarde, gostaria de saber como faço para comprar o livro deslocamentos armoriais? Faço teatro licenciatura e adorei a proposta .

Obrigada.

Deixe um comentário

Mensagem