Divulgada programação da 13° Mostra Brasileira de Dança
  • Dor de pierrot | FOTO: Ju Brainer
    img
  •        
  • Programação | Divulgação Revista MBD
    img
  •        
  • Epílogo - Studio de Danças | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Segunda pele | FOTO: Renata Pires
    img
  •        
  • Breguetu - Grupo Experimental | FOTO: Rogério Alves
    img
  •        
  • Pontilhados, do Grupo Experimental | FOTO: Hans von Manteuffel
    img
  •        
  • Que corpo é esse? | FOTO: Rubens Henrique
    img
  •        
  • André Vitor Brandão | FOTO: Fernando Pereira
    img
  •        
  • Dor de pierrot | FOTO: Ju Brainer
    img
  •        

Nesta edição, que vai de 29/07 a 07/08, o evento lança a campanha Adote um (a) bailarino (a) e destaca apresentações de grupos pernambucanos da capital e interior

Na sua 13ª edição, que vai de 29 de julho a 7 de agosto, a Mostra Brasileira de Dança traz para Pernambuco a diversidade da dança nacional. Neste ano, o intercâmbio cultural que propõe o evento é presente nas suas atividades formativas, como já contamos aqui. Para as apresentações, a mostra destacou dessa vez grupos pernambucanos da capital e interior, mas entrarão em cena também companhias de outros estados, como Paraná e Bahia.

Haverá apresentações de espetáculos e coreografias de coletivos, grupos e profissionais independentes, tanto profissionais como em formação espalhados por diversos teatros e espaços do Recife. Como homenageada, a mostra traz a bailarina, coreógrafa e diretora pernambucana Mônica Lira, que ganha espaço na programação com três obras do repertório do seu Grupo Experimental.

Para a abertura no Teatro Santa Isabel, às 20h, na sexta-feira (29), o Balé Teatro Guaíra (PR) apresenta Trânsito e Orikis, trabalhos da coreógrafa baiana Ana Vitória. Fazem também parte da programação deste ano o Núcleo Viladança (BA), com a montagem Da Ponta da Língua à Ponta do Pé – voltada para o público jovem -, o Coletivo Incomum e a Qualquer um dos 2 Companhia de Dança, ambos de Petrolina, além do Stúdio de Danças (PE) e o Coletivo Lugar Comum (PE).

As Mostras Coreográficas de Grupos em Formação e de Grupos Profissionais, que acontecem na quinta (4) e sexta-feira (5), respectivamente, abrem espaço para trabalhos de curta duração de artistas independentes e grupos do estado. Para os primeiros, como a Cia. de Dança do Recife e a Academia Fátima Freiras, a Mostra de Coreografias se constituiu como um incentivo para a continuação da formação do bailarino.

Com direção da homenageada Mônica Lira, o público poderá conferir as obras Breguetu, Pontilhados e Zambo, que foi criada em 1997 e remontada especialmente para a Mostra com a participação de todos os bailarinos que já passaram pelo elenco do espetáculo, incluindo Gilson Santana, o Mestre Meia-Noite.

E entre as novidades da 13ª edição é a inclusão do COMPAZ do Alto Santa Terezinha como espaço pedagógico e de apresentações. No sábado (30), o Centro recebe o trabalho Visita Guiada, do Balé Teatro Guaíra, além de abrir as portas no domingo (07) para o encerramento da Mostra, a ação Dança Solidária, uma conclusão da campanha Adote Um Bailarino, com apresentações de grupos locais e entrega de artigos de dança arrecadados durante o período da MBD.

Os ingressos para todas as apresentações têm valor popular e variam entre R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia), R$ 10 (artistas com carteira do SATED/PE) e R$ 5 (artistas participantes do evento). Já as apresentações no Compaz são gratuitas. Tem ainda o projeto Vá de Bike!, permitindo que os ciclistas recebam 50% de desconto no valor dos ingressos mediante uso da bicicleta como meio de transporte para chegar aos teatros. Mais informações: (81) 2626 2605.

>> Abaixo, confira a programação completa da mostra!

Programação | Divulgação Revista MBD

Programação | Divulgação Revista MBD

ESPETÁCULOS 

29 de julho, às 20h no Teatro Santa Isabel. Classificação livre
Orikis e Trânsito, Balé Teatro Guaíra (PR). Duração: 40 min

30 de julho, às 20h30 no Teatro Santa Isabel. Classificação livre
Orikis e Trânsito, Balé Teatro Guaíra (PR). Duração: 40 min

30 de julho, no Compaz, às 11h (gratuito). Classificação livre.
Visita Guiada, Balé Teatro Guaíra (PR)

30 de julho, no Teatro Hermílio Borba Filho, às 19h . Classificação: 16 anos
Que corpo é esse?, Coletivo Incomum (PE). Duração: 40 min

31 de julho, no Teatro Hermílio Borba Filho, às 16h30. Classificação livre
Da Ponta da Língua à Ponta do Pé, Núcleo Viladança (BA). Duração: 50 min

31 de julho, no Teatro Hermílio Borba Filho, às 18h. Classificação: 14 anos
Breguetu, Grupo Experimental (PE). Duração: 60 min

1 e 2 de agosto, no Espaço Experimental, às 16h. Classificação livre
Pontilhados, Grupo Experimental (PE). Duração: 60 min

2 de agosto, no Teatro Arraial, às 19h. Classificação livre
Onde ele anda é outro céu? Qualquer um dos 2 companhia de Dança (PE). Duração: 40 min.

3 de agosto, no Teatro Apolo, às 19h. Classificação livre
Epílogo, Grupo de Ballet Stúdio de Danças (PE). Duração: 40 min

3 de agosto, no Espaço do Coletivo Lugar Comum, às 19h. Classificação: 16 anos
Segunda Pele, Coletivo Lugar Comum (PE). Duração: 70 min

MOSTRA DE COREOGRAFIAS | GRUPOS EM FORMAÇÃO
4 de agosto, no Teatro Luiz Mendonça, às 20h. Classificação livre
Suíte La Fille Mal Gardée, Maysa Clube. Duração: 10min
Frevariando, Cia de Frevo do Recife. Duração: 15 min.
Eu vim de lá, Coletivo Recbeats. Duração: 7 a 8 min
Entre Sombrinhas, Studio Viégas de Dança. Duração: 10 min
Le Jardin Animé, Academia Fátima Freitas. Duração: 8 min
Pavão Babi, Johari. Duração: 4:58 min.
Suíte Clássica Marius Petipa, Ballet Cláudia São Bento. Duração: 9 min.
Brâman, Gesttus Grupo de Dança. Duração: 3 min.
Zuzuê, Gesttus Grupo de Dança. Duração: 5 min.
Chicago, Ballet Fernanda D’angelo, Duração: 3 min.
Manguesoul, Gesttus Grupo de Dança. Duração: 4 min.
Variações Clássicas, Grupo Aria Clássico. Duração: 10 min.
Frida, Renata Botelho. Duração: 5 min.
Do Gélido Silêncio Sem Cor , Thiago Barbosa. Duração: 5 min.

MOSTRA DE COREOGRAFIAS | GRUPOS PROFISSIONAIS
5 de agosto, no Teatro Apolo, às 19h. Classificação livre
Suíte La Bayadère, Ballet da Cidade do Recife. Duração: 16min
A pele da luz, Luciana Freire D’Anunciação. Duração: 15min.
Dor de Pierrot – 80 aos pedaços, Gardênia Coleto. Duração: 15 a 20 min.

6 de agosto, no Teatro Luiz Mendonça, às 20h. Classificação livre
Zambo, Grupo Experimental. Duração: 45 min

7 de agosto, no Compaz, das 10 às 12h (gratuito). Classificação livre
Dança Solidária: Encontro com participação de vários grupos artísticos de Pernambuco para celebrar o encerramento da campanha “Adote uma bailarina ou um bailarino”.




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • Endança comemora 10 anos com o espetáculo Déjà Vú
    Endança comemora 10 anos com o espetáculo Déjà Vú
  • Histórias mágicas contadas através do balé clássico
    Histórias mágicas contadas através do balé clássico
  • A Bela Adormecida despertada pela Academia Fátima Freitas
    A Bela Adormecida despertada pela Academia Fátima Freitas

Deixe um comentário

Mensagem