Dona Matuta vence 33º Concurso de Quadrilhas Juninas do Recife
  • Dona Matuta | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Dona Matuta | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Dona Matuta | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Lumiar | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Lumiar | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Raio de Sol | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Raio de Sol | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Dona Matuta | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Dona Matuta | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Dona Matuta | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Raio de Sol | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Raio de Sol | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Lumiar | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        
  • Lumiar | FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
    img
  •        

O balancê continua este final de semana (24 e 25) com mostra de quadrilhas infantis, no Sítio da Trindade, a partir das 17h

O tradicional Concurso de Quadrilhas Juninas do Recife completa 33 edições e revela a Dona Matuta como a grande campeã. A mostra competitiva, que contou com 40 quadrilhas participantes, teve finais realizadas nas últimas quarta e quinta, no Sítio da Trindade, com oito finalistas, sendo elas: Junina Traque, Origem Nordestina, Fogo Caipira Areial, Junina Mandacaru de Limoeiro, Raio de Sol, Dona Matuta, Junina Lumiar e Junina Evolução.

A ganhadora do concurso foi formada em 2006, a partir da reunião de quadrilheiros veteranos, no bairro de San Martin, no Recife. Nesse ano, levou o troféu com o tema O coração de Patativa, baseado na obra do poeta Patativa do Assaré. A apresentação acumulou um total de 119,9 pontos.

A segunda colocada, com apenas um décimo de diferença, foi a Quadrilha Raio de Sol, que fez uma colorida  louvação ao principal padroeiro das festas juninas. Criada com o objetivo de animar as festas de São João de uma escola do bairro de Águas Compridas, a quadrilha surgiu em 1996 e, desde então, já ganhou vários prêmios. O tema deste ano foi Andanças: Louvação a São João.

O terceiro lugar ficou com a Junina Lumiar, de novo por um décimo de diferença, com o tema O banho de São João. Fundada em 1994, no bairro do Pina, a quadrilha mobiliza os jovens do bairro para manter as tradições culturais nordestinas vivas e em ebulição.

Já a Origem Nordestina, vencedora da edição passada do concurso, conquistou o quarto lugar, com o tema: Nordestinos – Reisfugiados no Eldorado. A quadrilha, que ficou com 119.6 pontos, nasceu no Morro da Conceição, em 1994, e já ganhou vários títulos em concursos juninos.

Na quinta posição, a Junina Traque somou 119,3 pontos. Este é o primeiro ano de apresentações da quadrilha, fundada em Olinda, que desfilou o tema: A origem nordestina segundo a tradição matuta. Os cinco primeiros lugares receberão prêmios nos valores de R$ 13 mil, R$ 9 mil, R$ 7 mil, R$ 6 mil e R$ 5 mil.

Além delas, receberam troféus no encerramento do concurso as quadrilhas a Raízes do Pinho (melhor marcador), Origem Nordestina (melhor casamento), Junina Lumiar (melhor desenvolvimento do tema), Dona Matuta (melhor coreografia), Evolução (melhor trilha sonora) e Dona Matuta (melhor figurino).

Mostra Recife de Quadrilhas Juninas Infantis

Sábado e domingo (24 e 25/06) é a vez da garotada entrar em cena durante a quarta Mostra Recife de Quadrilhas Juninas Infantis. Com apresentações também no Sítio da Trindade, participarão 12 quadrilhas mirins. O objetivo, segundo informações da Secretaria de Cultura do Recife, é assegurar que as tradições culturais nordestinas se perpetuem entre as novas gerações.

Diferente da edição adulta, a mostra infantil não é competitiva, mas ada grupo receberá o prêmio de R$ 3 mil pela participação, além de certificado. Também serão entregues medalhas para todos os pequenos quadrilheiros. Abaixo, confira a programação!

Dia 24 (sábado)
17h – Quadrilha Junina Sulanquinha
17h40- Quadrilha Junina O Xilindró de Ritmos
18h20- Quadrilha Junina Sapeca
19h- Quadrilha Junina Mirim Lumiar
19h40- Quadrilha Junina Pisa na Fulô
20h20- Quadrilha Junina Coração Mirim

Dia 25 (domingo)
17h- Quadrilha Junina Matutinho Dançante
17h40- Quadrilha Junina Mirim Trapiá
18h20- Quadrilha Junina Junina Fusão
19h- Quadrilha Junina Mirim Flor de Mandacaru
19h40- Quadrilha Junina Menezes na Roça
20h20- Quadrilha Junina Brincant´s Show

*  Com informações do site oficial da Prefeitura do Recife.




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • Mostra Só Dança PE chega à terceira edição
    Mostra Só Dança PE chega à terceira edição
  • Caruaru ganha seu primeiro congresso de dança
    Caruaru ganha seu primeiro congresso de dança
  • Mundo ao redor da dança
    Mundo ao redor da dança

Deixe um comentário

Mensagem