Corpos Compartilhados

Categoria:

  • Corpos Compartilhados - Pé de Saudade / Foto: Luminosa Fotografia
    img
  •        
  • Corpos Compartilhados - Os Seva O / Foto: Aldren Lincoln
    img
  •        
  • Corpos Compartilhados - Topografias do Feminino / Foto: Conrado Falbo
    img
  •        
  • Corpos Compartilhados - Valsa.me / Foto: Conrado Falbo
    img
  •        
  • Corpos Compartilhados - Os Seva O / Foto: Conrado falbo
    img
  •        

O  Mamam (Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães), na Rua da Aurora, abre espaço  para a dança nesta quarta (17), com a apresentação, a partir das 19h30,  do espetáculo Corpos Compartilhados, do Coletivo Lugar Comum. A entrada é  gratuita. São ao todo quatro solos/performances que propõem uma maior  aproximação entre o público e os corpos dos bailarinos, todos utilizando a  poesia como parte da criação e inspiração dos movimentos: Valsa.me, de Cyro  Morais; Topografias do Feminino, de Liana Gesteira; Pé de Saudade, de Maria  Agrelli e OSSevaO, de Silvia Góes.

O  espetáculo Corpos Compartilhados, do Coletivo Lugar Comum, fecha o mês de maio  com mais duas apresentações esta semana: nesta quarta, dia 29, às 19h, será no  Teatro Barreto Jr do Cabo, na Rua Joaquim Nabuco, Centro. Na quinta, dia 30, o  espetáculo volta à Olinda, às 19h30, na Biblioteca Pública Municipal, na Praça  do Carmo. A entrada é gratuita. O trabalho, composto de quatro  solos/performances, propõe uma maior aproximação entre o público e os corpos dos  bailarinos utilizando a poesia como parte da criação e inspiração dos  movimentos.

Corpos  Compartilhados iniciou uma série de 10 apresentações gratuitas pelo Recife e  Região Metropolitana em espaços alternativos no final de abril. As primeiras  encenações dentro do projeto, aprovado pelo FUNCULTURA, aconteceram na  Associação Comunitária da Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes, por dois dias.  No início de maio foram mais duas em Camaragibe na Escola Municipal José  Collier, na Vila da Fábrica O espetáculo também passou pelo Teatro Barreto  Jr, no Cabo; Mercado da Ribeira e Biblioteca pública Municipal, em Olinda;  Centro Apolo-Hermilo, no Recife, na programação do Festival Palco Giratório.

Corpos  Compartilhados é composto de quatro solos de dança contemporânea criados por  artistas do Coletivo Lugar Comum a partir de um pensamento de performance. Os  trabalhos são Topografias do Feminino, de Liana Gesteira, sobre o  corpo-território da mulher, com seus significados, sensações e simbologias;  OSSevaO (expressão de O Avesso espelhado), de Silvia Góes, poetizando sons e  lapidando letras num corpo-palavra que se mostra no desnudamento do seu avesso;  Valsa.me, de Cyro Morais, um convite para a dança de um corpo que traz marcas de  diferentes amores vivenciados; e Pé de Saudade, de Maria Agrelli, que  compartilha com o público a sensação da saudade como parte inextricável do  próprio corpo. Todos têm em comum a proposta de discutir em seus corpos memórias  e vivências de outros.

Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • Grupo Arco traz as questões sobre o tempo no espetáculo 15 para as 11
    Grupo Arco traz as questões sobre o tempo no espetáculo 15 para as 11
  • Espetáculo de flamenco inspirado na poesia de João Cabral de Melo Neto
    Espetáculo de flamenco inspirado na poesia de João Cabral de Melo Neto
  • Movimento em pausa
    Movimento em pausa

Deixe um comentário

Mensagem