Paixão | 15 anos de carreira de Thiago Soares

Categoria:

  • Thiago Soares | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Thiago Soares | FOTO: Nigel Norrington
    img
  •        
  • Thiago Soares e Mariela Nunez | FOTO: Nigel Norrington
    img
  •        
  • Thiago Soares e Mariela Nunez | FOTO: Jr Diamonds
    img
  •        
  • Thiago Soares | FOTO: Andrej Uspensky
    img
  •        
  • Thiago Soares e Deborah Colker | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Thiago Soares | Johan Persson
    img
  •        
  • Thiago Soares | Johan Persson
    img
  •        
  • Thiago Soares | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Thiago Soares | FOTO: Nigel Norrington
    img
  •        
  • Thiago Soares e Mariela Nunez | FOTO: Nigel Norrington
    img
  •        
  • Thiago Soares e Mariela Nunez | FOTO: Jr Diamonds
    img
  •        
  • Thiago Soares | FOTO: Andrej Uspensky
    img
  •        
  • Thiago Soares e Deborah Colker | FOTO: Divulgação
    img
  •        

No Recife, a apresentação será no dia 12/07, no Teatro RioMar, contando com convidados especiais, como Deborah Colker e a primeira bailarina do Royal Ballet

O brasileiro Thiago Soares, primeiro bailarino do Royal Ballet (Londres) e um dos mais renomados dançarinos do país, comemora 15 anos de carreira com espetáculo montado especialmente para os palcos do Brasil. A apresentação passará por Rio de Janeiro, Recife e São Paulo. Na capital pernambucana será no dia 12 de julho (domingo), às 20, no Teatro RioMar, com ingressos custando de R$ 25 a 120, à venda no local e no Ingresso Rápido.

Com duração de 80 minutos e quatro coreografias, duas delas inéditas no país, espetáculo terá convidados especiais. Entre elas, La Bala, assinada pelo português Arthur Pitta e criada especialmente para Thiago, e Caresse Du Temps, que marca a estreia como coreógrafo do italiano Alessio Carbone, primeiro bailarino do Balé da Ópera de Paris. As outras duas peças apresentadas serão o terceiro ato de O Lago dos Cisnes, e Paixão, coreografia de Deborah Colker, reunindo no mesmo palco pela primeira vez os dois ícones da dança nacional.

No Recife, o espetáculo terá ainda participação da primeiras bailarina do Royal Ballet Lauren Cuthbertson, além do corpo de baile da Companhia Brasileira de Ballet – Ourinhos. Considerado uma das recentes revelações da música instrumental brasileira, o pianista mineiro Silas Barbosa é outro convidado, interpretando os 14 Prelúdios de Chopin durante a apresentação de Caresse Du Temps.

Aos 34 anos, Thiago Soares se considera um artista “em um momento de maturidade”. “Hoje vivo uma nova fase, em que busco colaborações com pessoas com quem eu quero trabalhar, pessoas que façam sentido para mim de alguma forma. Nesse momento eu quero programas mais ousados, olhar para novos caminhos. Eu vejo essa celebração assim, como algo especial, criada para me trazer algum conteúdo e não apenas para massagear meu ego. ‘Paixão’ é um retrato de onde eu estou e para onde eu vou”.

SOBRE AS COREOGRAFIAS

O Lago dos Cisnes, 3º ato
À noite, no salão de festas, convidados das mais variadas realezas comparecem à festa de aniversário; entre eles as princesas e seus dotes — escolhidas com antecedência pela Rainha Mãe como esposas elegíveis para seu filho, o príncipe Siegfried. A Rainha ordena que o entretenimento comece e convida as princesas a dançar. O Príncipe dança com cada uma delas. Sua mãe o intima então a decidir-se. Só que, com a imagem de Odette fortemente presente em sua mente, ele recusa todas, para desgosto da mãe. É quando a fanfarra anuncia a chegada de um convidado inesperado: é Rothbart, disfarçado, que entra com sua filha Odile vestida de negro e com aparência idêntica à de Odette. Siegfried fica enfeitiçado pela beleza e sensualidade de Odile. Odette é a mais doce das criaturas, mas apesar da inquietude e caprichos de Odile, Siegfried é seduzido por sua semelhança com Odette. Declara então seu amor e fidelidade a ela.

Paixão
Baseado em “Vulcão”, enfoca o sublime e o patético de um corpo em pleno transe amoroso. Aquele momento único em que todos os limites são abolidos. Frequência cardíaca fora de controle. Temperatura alta e impulsividade absoluta no ar, podendo ocorrer deslocamentos violentos, com eventuais instantes de ternura. Ao som de uma colagem frenética de megahits românticos, uma ciranda de dezesseis pas-de-deux golpeia a cena. Em filigranas de movimentos programadas em computador, a tarde cai, lenta e inapelavelmente sobre o palco.

Caresse Du Temps
Um prelúdio é, por definição, o que se passa antes da ação. Em música é o momento antes do espetáculo em que o músico verifica se seu instrumento está bem afinado. Tradicionalmente um tipo de aquecimento improvisado, o prelúdio foi sublimado por Chopin, que fez dele uma obra de arte integral. Da mesma forma que a obra musical que o inspira, Caresse du Temps é um encadeamento de princípios de histórias. Breves instantes que se passam antes da ação. Momentos imprevisíveis que flutuam, escapam, reencontram-se, recuam, desaparecem… A ideia é a de ser acariciado pelo tempo, ao invés de ser por ele tomado, com o movimento do bailarino livre, fluido, instintivo, vivo. Conjuntamente, os bailarinos vão ao encontro dos Prelúdios de Chopin para criar uma sequência de quadros intimistas e abstratos, onde cada um pode imaginar sua história.

La Bala
“A semente da peça é seguramente a canção Cu-Cu-Ru-Cu-Cu Paloma. Sempre tive um forte afeto por esta canção, já que era a favorita de meu pai, e tenho recordações dele cantando-a comigo. Quando Thiago me pediu para criar um solo para ele, pareceu-me ser a oportunidade perfeita para usar a canção em suas diferentes formas. Eu poderia ver um mundo para Thiago habitar e ser por ele absorvido em termos da narrativa e da poesia da canção. A bela presença cênica de Thiago e sua habilidade técnica inspiraram-me a encontrar o caráter do cowboy, e colaborando com Yann Seabra em suas fantásticas ideias de design, chegamos a La Bala.” (Arthur Pita)

FICHA TÉCNICA

O Lago dos Cisnes (O Cisne Negro) – 3º ato
Coreografia original: Marius Petipa
Direção, remontagem e adaptação: Jorge Texeira
Música: Piotr Ilyich Tchaikovsky
Ensaiadores: Jorge Texeira e Tadheo de Carvalho
Figurinos: Tânia Agra
Cenário: Pará Produções e Eventos
Companhia Brasileira de Ballet – Ourinhos
Odile – Lauren Cuthbertson
Príncipe Siegfried – Thiago Soares
Rainha Mãe – Teresa Augusta
Von Rothbart – Domenico Salvatore ou Saulo Finelon
Mestre de Cerimônia – Victor Almeida
Bufão (Bobo da Corte) – Breno Lucena
Cortejo do Bufão – Alicia Pitangueiras, Ana Flávia Alvim, Isa Mattos, Paula Borcosky, Rebeca Romano, e Renata Barcellos
Noivas – Alícia Saul, Amanda Pereira, Cecília Valadares, Gabryelle Juvêncio, Isabela Barbosa, Lis Sayão e Luciana Davi
Dança Espanhola – Jonathas Felipe (ou Raffael Lima), Michelle Augusto e Ramon Andrade
Dança Napolitana – Raffael Lima (ou Alyson Trindade) e Yasmin Lomondo
Mazurka – Alicia Pitangueiras, Isa Mattos (ou Rebeca Romano ), Paula Borcosky, Renata Barcellos, Emanoel Marques, Ghabriel Gomes, Michael Willian e Thales Gea (ou Diovani Cabral)

Caresse Du Temps
Nova criação de Alessio Carbone sobre os 14 Prelúdios de Chopin
Figurinos: Tânia Agra
Participação de Silas Barbosa (piano)
Thiago Soares
Companhia Brasileira de Ballet – Ourinhos
Bailarinos – Alícia Pitangueiras (ou Isa Mattos, Alícia Saul, Renata Barcellos), Ana Flávia Alvim, Cecília Valadares, Lis Sayão, Luciana Davi, Yasmin Lomondo e Alyson Trindade, Breno Lucena, Raffael Lima, Diovani Cabral, Thales Gea, Ramon Andrade (ou Ghabriel Gomes, ou Michael Willian).

Paixão
Coreografia: Deborah Colker
Direção musical: Berna Ceppas e Sérgio Mekler
Iluminação: Jorginho de Carvalho
Figurino: Yamê Reis
Ensaiador: José Ramos
Bailarinos – Deborah Colker e Thiago Soares

La Bala
Nova criação de Arthur Pita para Thiago Soares
Coreografia e Direção artística: Arthur Pita
Designer e Assistente de direção artística: Yann Seabra
Direção musical: Frank Moon
Bailarino – Thiago Soares

Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • Ballet Gonzalez encerra as atividades
    Ballet Gonzalez encerra as atividades
  • Fotografia Na Ponta do PÉ!
    Fotografia Na Ponta do PÉ!
  • Uma história de superação envolvendo a dança
    Uma história de superação envolvendo a dança

Deixe um comentário

Mensagem