Workshop Estar Suspenso

Categoria:

  • Aéreo improvisado | FOTO: Gabriel Santana
    img
  •        
  • Aéreo improvisado | FOTO: Gabriel Santana
    img
  •        
  • Aéreo improvisado | FOTO: Gabriel Santana
    img
  •        
  • Aéreo improvisado | FOTO: Gabriel Santana
    img
  •        

Workshop une a liberdade do improviso na dança aos aéreos circenses, com inscrições gratuitas 

Estão abertas até o dia 14 de agosto as inscrições para o workshop “Estar Suspenso”, um trabalho que une dança e acrobacias circenses em equipamentos aéreos, numa busca por novas conexões com o movimento. A iniciativa trará ao Recife a atriz, bailarina e acrobata Carol Cony (RJ). Terá duração de dois dias e vai acontecer nos dias 22 e 23 de agosto, das 9h às 13h, no Espaço Vila, em Santo Amaro, Recife/PE.  As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do formulário disponível no blog do curso.

A seleção dos 15 participantes será feita pela equipe do projeto e o resultado final divulgado no dia 17 de agosto. Durante o encontro, os participantes poderão vivenciar uma nova maneira de se movimentar sobre os aparelhos aéreos com exercícios voltados para a composição cênica. Os alunos entrarão em contato com novas possibilidades criativas, tanto no chão quanto nos aparelhos aéreos circenses (trapézio e tecido acrobático), podendo dar continuidade ao trabalho em sua pesquisa pessoal.

Sobre Carol Cony – Vive no Rio de Janeiro desde 2003 e atuou no elenco do grupo de circo Intrépida Trupe, de 2006 a 2011. Participou de importantes festivais nacionais e internacionais como: Festival Europália (Bélgica-Bruxelas), Festival de Teatro de Quito (Equador), Festival Mundial de Circo de Belo Horizonte (MG), Festival de Teatro de Curitiba (PR), Festival de Circo do Brasil (PE-Recife), Festival Internacional SESC de Circo (2013), entre outros.

Dirigiu e atuou no espetáculo Circo Strada, que realizou duas temporadas no jardim do Museu da República (2012/13) atingindo mais de 400 pessoas por dia. Entre os prêmios recebidos estão o de melhor número de circo na mostra do Fil, com o número de trapézio Tarja Preta em 2012 e melhor companhia profissional com o número de trapézio “Juguete para dos Nenas”, com Juliana Medella e dirigido por Raquel Karro.

 

Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • Entre passos e sombrinhas
    Entre passos e sombrinhas
  • Body Mind Movement traz ao Recife workshops de anatomia vivencial
    Body Mind Movement traz ao Recife workshops de anatomia vivencial
  • Erranças, que coloca em cena dança e capoeira, está com novas apresentações
    Erranças, que coloca em cena dança e capoeira, está com novas apresentações

Deixe um comentário

Mensagem