Mostra Brasileira de Dança realiza sua 14ª edição
  • Balé do Teatro Castro Alves | Divulgação
    img
  •        
  • Cinzas ao Solo | FOTO: Brunno Martins
    img
  •        
  • Tijolos do Esquecimento | FOTO: Rogério Alves
    img
  •        
  • Tijolos do Esquecimento | FOTO: Rogério Alves
    img
  •        
  • Cinzas ao Solo | FOTO: Brunno Martins
    img
  •        
  • Balé do Teatro Castro Alves | Divulgação
    img
  •        

O evento, sediado no Recife, acontece entre de 03 e 12 de agosto e conta com apresentações de espetáculos de Bahia, Rio Grande do Norte e Pernambuco 

A Mostra Brasileira de Dança (MBD), evento que já é faz parte do calendário de dança do Recife, realiza sua 14ª edição de 03 a 12 de agosto. Mesmo com uma programação mais enxuta em tempos de crise, o festival “resiste, apesar das adversidades”, segundo a produção, e coloca em cena mais de 15 apresentações de grupos e companhias de Pernambuco, Bahia e Natal.

Na programação, a MDB também traz a exposição “O Corpo fala”, aberta ao público no dia 03 de agosto, às 19h, no Centro Cultural Correios (Recife Antigo), com as telas do artista plástico Sérgio Pires, mostrando sua pesquisa em expressão corporal e artística.

A vídeodança Dança Macabra, da Cia. ETC., lançada em janeiro deste ano, também faz parte da exposição e conta em 26 minutos a história de uma epidemia que atinge pessoas do Recife, levando- as a dançar por dias nas ruas da cidade. Inclusive, a companhia realizará performance na abertura, em diálogo com as telas do artista.

Em cartaz até o dia 30 de setembro, o público poderá conferir ainda como parte integrante da programação da Mostra no Centro Cultural, as performances Entorpecer (Aneska França e Darilson Cassiano) e Versus (Animatroonnicz), nos dias 04 e 07 de agosto, respectivamente. Outra ação no espaço, no dia 07, será a Escuta da Dança, um encontro para debater a atualização do edital do Funcultura na área da dança.

Sobre as apresentações de grupos profissionais, a MBD abre a programação de espetáculos com Lub Dub, do Balé Teatro Castro Alves (BA) e coreografias do Coreógrafo Coreano Jae Juk Kim. A companhia é destaque no cenário da dança nacional e a primeira pública de dança do Norte e Nordeste, fundada em 1981.

Com mais de 70 montagens em seu repertório, o balé leva ao palco em Lub Dub a inspiração na diversidade de sons percussivos, promovendo o trânsito das culturas Afro- Brasileira e Sul-Coreana. O nome do espetáculo significa, para a medicina, as batidas do coração. A junção entre esses sons, entre as batidas, faz emergir nos corpos dos 10 bailarinos em cena uma movimentação pulsante.

Na mesma noite, no hall do Teatro Santa Isabel, às 19h, será lançado o livro Sobre as pontas dos pés, da bailarina Juliana Siqueira. A publicação tem como pano de fundo o balé clássico, partindo de um estudo sobre o processo de indicação para o uso da sapatilha de ponta e discutindo informações importantes acerca do tema – articulando conhecimentos da arte, da educação e da saúde.

De Pernambuco, a 14° edição da Mostra Brasileira de Dança conta com cinco montagens de artistas profissionais selecionados pela curadoria da MBD. São elas: Ecos (Cia. Luciana Freire D’anunciação), Enchente (Flávia Pinheiro), O Silêncio e o Caos (Dielson Pessoa), Tijolos do Esquecimento (Acupe Grupo de Dança) e Zoe. O espetáculo Majhô Majhobê – Olubajé, da Cia. Pé-Nambuco de Dança (PE), e Cinzas ao Solo, do bailarino e pesquisador Alexandre Américo (RN), também estão na programação.

Já no dia 11, no Teatro Luiz Mendonça, é a vez da Mostra dos Grupos em Formação, espaço tradicional da mostra que visa oportunizar um lugar para os jovens bailarinos apresentarem seus trabalhos em um ambiente de troca com bailarinos profissionais. Foram selecionados para a 14ª edição o Grupo Matulão de Dança, Grupo Ária Clássico, Academia Fátima Freitas, Cia. Árabe Dançabilita, Escola Gesttus, Cia. Street Masters, Escola de Dança Jaime Arôxa Recife e Simone Monteiro Ballet.

Quem tiver interessado em conferir o festival, pode adquirir os ingressos através do site Compre Ingressos. No dia das apresentações, eles também estarão à venda nas bilheterias dos teatros, a partir de duas antes das apresentações. As entradas custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), com exceção do espetáculo LUB DUB, que tem o valor de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). A 14° Mostra Brasileira de Dança conta com o apoio da Prefeitura do Recife e Governo do Estado de Pernambuco. Mais informações no site da mostra.

E confira a programação completa na Agenda Na Ponta do PÉ! >> www.napontadope.com/events/event/14a-mostra-brasileira-de-danca

 




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • Caruaru ganha seu primeiro congresso de dança
    Caruaru ganha seu primeiro congresso de dança
  • Mundo ao redor da dança
    Mundo ao redor da dança
  • Pole dance made in Pernambuco é destaque em competições nacionais e internacionais
    Pole dance made in Pernambuco é destaque em competições nacionais e internacionais

Deixe um comentário

Mensagem