Orum Aiê, da Criart Cia. de Dança, em nova temporada
  • Orum Aiê | FOTO: Fernando Azevedo
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Foto Free
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Fernando Azevedo
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Sidney Vieira
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Sidney Vieira
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Sidney Vieira
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Fernando Azevedo
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Foto Free
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Sidney Vieira
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Sidney Vieira
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Fernando Azevedo
    img
  •        
  • Orum Aiê | FOTO: Foto Free
    img
  •        

As apresentações, fazendo parte do projeto Quartas da Dança, acontecem nos dias 09, 16, 23 e 30/08, no Teatro Barreto Júnior

Nossa herança africana entra em cena mais uma vez com a nova temporada do espetáculo Orum Aiê, da Criart Cia. de Dança. A montagem, que traz passos de dança popular e contemporânea, ficará em cartaz no Teatro Barreto Júnior (Recife, PE), nos próximos dias 09, 16, 23 e 30, sempre às 20h.

As novas apresentações fazem parte do projeto Quartas da Dança, viabilizando por uma parceria entre a Prefeitura do Recife e o Governo de Pernambuco. Estreado em 2007 e sob idealização da coreógrafa Paula Azevedo, Orum Aiê é inspirado no legado que os navios negreiros trouxeram para o Brasil, como a fé, cultura e tradições africanas.

Assim, o espetáculo procura estabelecer relação entre os dois planos da existência: o Orum, mundo mítico do passado remoto, a morada dos deuses, dos antepassados; e o Aiê, o mundo dos homens, o do tempo presente. “Para contar essa história, as coreografias vêm com elementos da dança africana, caboclinho, ciranda, capoeira, entre outros, com uma linguagem moderna, sem ‘rotular’ os passos por estilos”, esclarece a coreógrafa.

A obra, com 45 min de duração, tem figurino assinado por Ricardo Angeiras e direção musical de Fabrício Belo. Os ingressos custam R$20 (inteira) e R$10 (meia entrada), à venda na sede da Criart, localizada na rua Coronel João Manguinhos, 290, Bairro Novo, Olinda, ou na bilheteria do teatro, que fica na rua rua Estudante Jeremias Bastos, s/n, Pina. Mais informações: (81) 3011.0487.




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • Histórias mágicas contadas através do balé clássico
    Histórias mágicas contadas através do balé clássico
  • A Bela Adormecida despertada pela Academia Fátima Freitas
    A Bela Adormecida despertada pela Academia Fátima Freitas
  • 50º espetáculo do Ballet Lúcia Helena D’Angelo
    50º espetáculo do Ballet Lúcia Helena D’Angelo

Deixe um comentário

Mensagem