Passo em circulação pelo interior de Pernambuco
  • Passo, da Compassos Cia. de Danças | FOTO: Letícia Barbosa
    img
  •        
  • Passo, da Compassos Cia. de Danças | FOTO: Letícia Barbosa
    img
  •        
  • Passo, da Compassos Cia. de Danças | FOTO: Letícia Barbosa
    img
  •        

Última etapa do projeto, da Cia. Compassos, passa por três cidades, com oficinas e apresentações

Com realização da Compassos Cia de Danças e incentivo do Funcultura, o espetáculo Passo retomou sua circulação pelo interior de Pernambuco para a conclusão da sua última etapa. Depois de passar por Buíque, a próxima parada será em Santa Rosa, distrito de Ingazeira, no dia 03 de novembro. O último destino vai ser a cidade de Bonito, que recebe o espetáculo nos dias 17 e 18 de novembro.

Em Santa Rosa, as atividades vão ser realizadas na Escola Nossa Senhora de Lourdes, com oficina às 13h e apresentação às 17h. Em Bonito, a oficina acontece no dia 17 de novembro, às 14h, na quadra do Colégio Artur Tavares. Já no dia 18, será realizada a apresentação, às 10h, no Pátio da feira e praça da Matriz.

As oficinas de dança que fazem parte do projeto visam a troca de experiências entre os artistas da cia. com os artistas locais. Nas cidades onde as oficinas acontecerem, serão convidados dois participantes para compor o elenco nas apresentações de Passo.

Passo dialoga com as manifestações populares que norteiam as pesquisas da Compassos, como o frevo, a capoeira, o maracatu rural e o cavalo-marinho, não abrindo mão da relação de tais manifestações populares com o teatro e a dança contemporânea. O mais importante na grande brincadeira que é Passo é o brinquedo. O espetáculo é composto por coreografias determinadas e improvisações, buscando o diálogo entre os dançarinos com o público e de todos com o espaço.

A montagem é uma grande brincadeira de folgazões, os que brincam na hora da folga, do descanso, à noite ou os que nos fins de semana caem na brincadeira. É fruto de uma pesquisa mais ampla que a Compassos vem desenvolvendo ao longo dos últimos anos no percurso de todos os seus trabalhos, em torno do que foi nomeado pela cia. de Dança do Cotidiano.

Aliada a técnicas de dança contemporânea, à capoeira, ao cavalo-marinho, ao frevo e ao teatro, a movimentação é resultado das observações de gestos e ações aparentemente corriqueiras, transformando comportamentos habituais em poesia dançada, uma marca da Compassos. Mais informações: cia.compassos@gmail.com

 




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Fabiana Constantino

POSTS RELACIONADOS:

  • Uma homenagem aos famosos musicais
    Uma homenagem aos famosos musicais
  • Espetáculo faz interação entre dança e tecnologia
    Espetáculo faz interação entre dança e tecnologia
  • Endança comemora 10 anos com o espetáculo Déjà Vú
    Endança comemora 10 anos com o espetáculo Déjà Vú

Deixe um comentário

Mensagem