Poesia de Leve dança em Garanhuns (PE)
Poesia de Leve dança em Garanhuns (PE)

Do Coletivo Lugar Comum, as apresentações, gratuitas, acontecem no próximo domingo (28), no Teatro Luís Souto Dourado

Um convite à beleza, despertando todos os sentidos através da dança e poesia. É traduzindo emoções, através da integração entre movimento, música, cenário e iluminação, que o espetáculo Leve, do Coletivo Lugar Comum (PE), faz duas apresentações em Garanhuns, no interior de Pernambuco. Gratuito, a dança entra em cena no palco do Teatro Luís Souto Dourado, neste domingo (28), às 16h e 20h.

Os cheiros desenvolvidos e trabalhados, especialmente para criar uma atmosfera única entre artistas e público, é embalado pela trilha sonora assinada por Isaar França. A poesia interage com a dança no poema de Mário Quintana declamado na voz das bailarinas Maria Agrelli e Renata Muniz, no centro de uma mandala desenhada no chão. Assim, o espetáculo proporciona ao público um ambiente poético e intimista, tratando de recorrentes à condição humana, como morte, perdas e saudade.

Com criação em, 2009, a montagem traz também as sensações de impotência, dor, raiva, angústia, vazio e alívio, desveladas pelos corpos das bailarinas. Além das apresentações, o Coletivo Lugar Comum oferece oficinas de dança, com as coreógrafas Maria Agrelli e Renata Muniz, e iluminação, ministrada pela iluminadora Luciana Raposo. As inscrições para as oficinas, também são gratuitas, mas as vagas são limitadas, acontecem nos próximos dias 27 e 28.

Em Pernambuco, iniciado no último mês de março, o projeto de circulação já passou por cidades como Goiana, São Lourenço, Caruaru, Arcoverde e Petrolina. Nacionalmente, Leve estreou  em junho de 2009, já tendo sido premiado no Prêmio APACEPE de Teatro e Dança de 2010.Entre as suas participações, circulou pelo Festival Palco Giratório em  15 estados diferentes, já tendo sido assistido por mais de 5 mil pessoas no país. Mais informações no site do Coletivo Lugar Comum e pelo e-mail lugarcomumcoletivo@gmail.com.

FICHA TÉCNICA | Concepção, criação e coreografia: Maria Agrelli e Renata Muniz; Assistente de coreografia: Liana Gesteira; Consultoria artística: Valéria Vicente e Maria Clara Camarotti; Laboratórios criativos: Liana Gesteira; Preparação vocal: Conrado Falbo; Pesquisa teórica e diário de criação: Renata Pimentel; Trilha sonora: Isaar Franlça; Iluminação: Luciana Raposo; Figurino: Maria Agrelli e Maria Lima; Cenário: Isabella Aragão, Luciana De Mari, Isabella Aragão, Luciana De Mari e Martiniano Almeida; Fotos: Breno César




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

POSTS RELACIONADOS:

  • Endança comemora 10 anos com o espetáculo Déjà Vú
    Endança comemora 10 anos com o espetáculo Déjà Vú
  • Histórias mágicas contadas através do balé clássico
    Histórias mágicas contadas através do balé clássico
  • A Bela Adormecida despertada pela Academia Fátima Freitas
    A Bela Adormecida despertada pela Academia Fátima Freitas

Deixe um comentário

Mensagem