A ancestralidade do corpo contemporâneo
  • Rito Ancestral Corpo Contemporâneo | FOTO: Fernando Figueirôa
    img
  •        
  • Rito Ancestral Corpo Contemporâneo | FOTO: Fernando Figueirôa
    img
  •        
  • Rito Ancestral Corpo Contemporâneo | FOTO: Fernando Figueirôa
    img
  •        
  • Rito Ancestral Corpo Contemporâneo | FOTO: Fernando Figueirôa
    img
  •        
  • Rito Ancestral Corpo Contemporâneo | FOTO: Fernando Figueirôa
    img
  •        
  • Rito Ancestral Corpo Contemporâneo | FOTO: Fernando Figueirôa
    img
  •        
  • Rito Ancestral Corpo Contemporâneo | FOTO: Fernando Figueirôa
    img
  •        
  • Rito Ancestral Corpo Contemporâneo | FOTO: Fernando Figueirôa
    img
  •        
  • Rito Ancestral Corpo Contemporâneo | FOTO: Fernando Figueirôa
    img
  •        
  • Rito Ancestral Corpo Contemporâneo | FOTO: Fernando Figueirôa
    img
  •        

Pesquisa do Grupo TOTEM realiza sua segunda demonstração pública neste sábado, no Centro Cultural Luiz Freire, em Olinda

Depois de realizar a primeira demonstração pública da pesquisa “Rito Ancestral Corpo Contemporâneo”, o Grupo Totem entra em nova fase do processo. Após visitar os povos Xucuru (Pesqueira) e Kapinawá (Buíque), é chegado o momento de realizar a segunda apresentação da pesquisa, ainda em fase de working progress cênico.

A segunda demonstração, que trará desdobramentos das vivências junto aos dois últimos povos indígenas visitados, acontece no sábado (05/03), às 19h, no Centro de Cultura Luiz Freire. “Vamos fazer um verdadeiro laboratório aberto e prático, para que as pessoas entendam como nós trabalhamos. Queremos um formato mais dialogal do que a outra, que foi mais apresentação”, explica a integrante do Totem, Taína Veríssimo .

Para isso, o grupo vai propor conversas e falas que exponham o que tem sido gestado no encontros. A ideia é que a noite do sábado seja compartimentada em dois momentos: um de diálogo e outro de prática, integrando o público presente. “Queremos apresentar melhor o nosso processo de criação interna a partir das vivências externas. Haverá momentos advindos de nossa experiência com a força da juremas sagrada e outras bebidas mágicas que estamos usando nos laboratórios”, complementa Taína.

O PROJETO – A pesquisa “Rito Ancestral Corpo Contemporâneo”, que conta com incentivo do Funcultura, iniciou no segundo semestre de 2015 e segue até o início de 2016. Para vivenciar experiências ritualísticas, o Grupo TOTEM visitou três povos indígenas pernambucanos, os PanKararu, os Xucuru e os Kapinawá, onde realizaram intercâmbios culturais, perpassados por trocas rituais, performáticas e espirituais. Resultantes do processo, estão previstas duas demonstrações públicas e uma performance final fruto de toda a investigação corporal-expressiva-ritual.

SERVIÇO
O que? 2ª Demonstração da pesquisa “Rito Ancestral Corpo Contemporâneo”
Quando? Sábado (05/03), às 19h
Onde? Centro de Cultura Luiz Freire [Rua 27 de Janeiro, 181, Carmo, Olinda.
Entrada livre




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Na Ponta do PÉ produz série sobre a dança pernambucana na pandemia
      Na Ponta do PÉ produz série sobre a dança pernambucana na pandemia
    • Cia. de Teatro e Dança Pós-Contemporânea  d’Improvizzo Gang estreia o filme “Café”
      Cia. de Teatro e Dança Pós-Contemporânea d’Improvizzo Gang estreia o filme “Café”
    • Projeto Corpoesia traz série de videodanças inspirada na obra do poeta França de Olinda
      Projeto Corpoesia traz série de videodanças inspirada na obra do poeta França de Olinda

    Deixe um comentário

    Mensagem