Acessibilidade na dança em debate no quarto Seminário Nacional da Dança e Educação de Pernambuco
  • Corpo Intruso | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Acupe | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Sem conservantes | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Sem conservantes | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Corpo Intruso | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Acupe | FOTO: Divulgação
    img
  •        

Na programação do evento, que está com inscrições gratuitas abertas e acontece de 30 de maio até 02 de junho, palestras, workshops e apresentações

Por Uma Dança Acessível. A acessibilidade na dança é o tema que vai nortear a quarta edição do Seminário Nacional de Dança e Educação de Pernambuco. O evento acontece entre os dias 30 de maio e 02 de junho, tendo na programação palestras, workshops, performances, coreografias e espetáculos gratuitos. O seminário conta com incentivo do Prêmio Funarte Klauss Vianna 2014, apoio cultural do Paço do Frevo, Caixa Cultural Recife, SESC PE e Centro Apolo Hermilo.

O encontro propõe desenhar, ampliar e aprofundar territórios e fronteiras entre a dança, educação e a acessibilidade, unindo todos os agentes da área: estudantes, professores, bailarinos, pesquisadores, deficientes ou não. Temas como políticas públicas, dança e pessoas com deficiência fazem parte da programação de palestras, que acontece à tarde e à noite no Teatro Hermilo Borba Filho, e conta com nomes importantes para enriquecer as discussões, como o bailarino e curador do seminário Edu O. (BA), a pesquisadora Lúcia Matos (BA) e a artista Estela Lapponi (SP).

As mesas terão também tradução em Libras. “A nossa preocupação com a educação é latente e buscamos promover, com o seminário, a discussão sobre o arte/educador, sobre as questões pedagógicas da dança, trazer a coerência entre teoria e prática deste universo específico”, explica o curador e coordenador do evento, Paulo Henrique, também diretor do Acupe, grupo que assina a realização do seminário.  

Para unir as palestras à prática artística, o seminário conta com workshops no período da manhã e apresentações diárias, sempre às 18h, com o recurso de audiodescrição. Entre elas estão o espetáculo Sem Conservante da Cia. Gira Dança (RN), a performance Ah, se eu fosse Marilyn! de Edu O., e o estreante Tijolos de Esquecimento’, do Acupe. Durante os quatro dias o Teatro Hermilo Borba Filho, Caixa Cultural e Paço do Frevo recebem respectivamente os workshops Diversos Corpos Dançantes (ministrada por Carla Vendramin, RS), Audiodescrição (com Andreza Nóbrega, PE) e Danceability (com Estela Lapponi, SP).

Os participantes do evento também poderão acompanhar exclusivamente na segunda-feira (30), a divulgação do resultado do projeto Mapeamento da Dança com as pesquisadoras Lúcia matos (UFBA), Roberta Ramos (UFPE) e Adriana Gehres (UFPE). As inscrições para o seminário (100 vagas/mesa temática) e para os workshops (25 vagas/workshop) são gratuitas e devem ser feitas através do site do Grupo Acupe. Mais informações: acupegrupodedanca@gmail.com ou (81) 99145.7259.

PROGRAMAÇÃO

Segunda-feira (30.05)

14h às 17h – Políticas Públicas, Dança e Pessoas com deficiência- Palestrantes: Edu O. (BA) e Lúcia Matos (BA). Mediador: Paulo Henrique Ferreira

18h- Espetáculo SEM CONSERVANTE/ Cia. Gira Dança (RN)

19h30 às 20h30- Mapeamento da Dança: diagnóstico da dança em oito capitais de cinco regiões brasileiras. Palestrantes: Lúcia Matos (coordenadora nacional – PPGDança – UFBA),  Roberta Ramos (coordenadora do Núcleo Recife – UFPE) e Adriana Gehres (pesquisadora Núcleo Recife – UPE) 

Terça-feira (31.05)

14h às 17h – Palestras sobre Mídia e Acessibilidade- Palestrantes: Flávia Cintra (RJ) e Andreza Nóbrega(PE). Mediadora: Duda Freire

18h- INTENTO 3257,5 – performance+instalação com Estela Lapponi

19h às 22h- Palestras sobre Dança, artistas e seus fazeres- Palestrantes: Fátima Daltro (BA) e Estela Lapponi (SP). Mediador: Marcelo Sena

Quarta-feira (1° de junho)

14h às 17h – Palestras Por uma dança acessível- Palestrantes: Tereza França (PE) e Carla Vendramin (RS). Mediadora: Liana Gesteira

18h- AH, SE EU FOSSE MARILYN! Performance criada e interpretada por Edu O.

Quinta-feira (2.06)

14h às 17h- Palestras sobre Dança e Deficiência-  Palestrantes: Ana Cecília Soares (PE) e Carolina Teixeira (RN). Mediadora: Ailce Moreira

18h- Espetáculo TIJOLOS DE ESQUECIMENTO/ Acupe Grupo de Dança

19h- JAM Session e entrega de certificados

WORKSHOPS

Diversos Corpos Dançantes com Carla Vendramin (RS)
Irá possibilitar aos participantes uma experiência sobre a metodologia de Carla Vendramin no trabalho com grupos de habilidades mistas (pessoas com e sem de/eficiência). Será abordado alguns temas, como: princípios chave de comunicação e relacionamento, elementos do ambiente e estratégias para uma prática de dança acessível;
Local: Teatro Hermilo Borba Filho
Período: 30/5 a 2/6 das 9 às 13 h
Total 15 h

Audiodescrição com Andreza Nóbrega (PE)
Estudos da tradução audiovisual, envolvendo a audiodescrição (AD) como um recurso de acessibilidade para a dança. Elaboração de notas proêmias e reflexão sobre estratégias de mediação inclusiva. Universo da pessoa com deficiência visual.
Local: Auditório da Caixa Cultural
Período: 31/5 a 2/6 das 8 às 13 h
Total 15 h

Danceability com Estela Lapponi(SP)
Danceability propõe a investigação do movimento que é próprio de cada pessoa. Esta investigação se dá de maneira particular e ao mesmo tempo coletiva, possibilitando o intercâmbio criativo e a construção de um ambiente de confiança e de liberdade criativa a partir dos seguintes princípios da “Escuta Cênica”: SENSAÇÃO: é a atenção no que se passa dentro e fora do corpo, RELAÇÃO: com a pessoa ou pessoas com quem está dançando dupla, trio, quarteto e grupo, e espaço, TEMPO: a sensação do tempo interno e externo do corpo de cada um, as diferentes sensações do tempo e COMPOSIÇÃO: o desenho, composição no Espaço, coreografia.
Local: Paço do Frevo
Período: 30/5 a 2/6 das 9 às 13 h
Total 15 h




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
      Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
    • Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
      Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
    • Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias
      Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias

    Deixe um comentário

    Mensagem