Baile do Menino Deus Chega à 12ª edição
  • Juliana Siqueira - A cigana | FOTO: Gianny Melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Juliana Siqueira - A cigana | FOTO: Gianny Melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        
  • Baile do Menino Deus | FOTO: Gianny melo
    img
  •        

Uma série de personagens fantásticos da cultura popular nordestina celebram o nascimento de Jesus em grande espetáculo com dança, música e teatro ao ar livre, no Marco Zero

Baile do Menino Deus, uma Brincadeira de Natal, espécie de ópera popular de rua que reúne dança teatro e música ao vivo, chega à 12ª edição com apresentações gratuitas e ao ar livre nos próximos dias 23, 24 e 25, sempre às 20h, num palco especial montado na Praça do Marco Zero, no Recife (PE). A realização é da Relicário Produções, sob o comando da produtora Carla Valença, e texto e direção geral de Ronaldo Correia de Brito, com assistência de direção de Quiercles Santana.

No enredo, dois Mateus (palhaços populares do Nordeste), juntos a um grupo de crianças, tentam abrir uma porta para celebrar o nascimento do Menino Jesus, com o consentimento de Maria e José, em meio à aparição de personagens fantásticos como o Anjo Bom, o monstro Jaraguá (que nem é tão terrível assim), a Burrinha Zabilin, a Ciganinha, o Sol, a Lua e a Estrela. Nesta divertida e poética história em forma de cantata cênica, não surgem Papai Noel, pinheirinho enfeitado, renas, trenó ou boneco de neve, mas, sim, personagens do universo popular nordestino. Todos vêm para louvar o nascimento de Jesus.

Mas a jornada dos dois Mateus junto ao grupo de crianças é complicada. Primeiro porque a tal casa onde nasceu o menino é difícil de ser achada; e, segundo, porque ainda é preciso convencer José e Maria, pais do bebê, que a festa precisa ser feita como um grande baile que celebre a vida e a alegria. Com texto de Ronaldo Correia de Brito e Assis Lima, e trilha sonora de Antônio Madureira, eis aqui uma grande produção de teatro, dança e música para agradar a todas as famílias e, principalmente, a criançada. No elenco, além de atores, bailarinos e músicos profissionais, doze crianças participam cantando. São elas que ajudam os dois Mateus da trama a encontrar a porta de uma casa especial, onde nasceu Jesus, o Menino Deus. Tudo para festejar o Natal de um jeito bem brasileiro.

Nesta 12ª edição, contando com patrocínio da Prefeitura do Recife e da Rede, empresa do mercado de pagamento eletrônico que passa a ser parceira da produção neste ano, além do co-patrocínio do Governo do Estado de Pernambuco, o megaespetáculo comemora os 32 anos de criação deste texto, que é um dos mais representados em todo o país. Como uma verdadeira ópera popular de rua, vista por mais de 60 mil pessoas anualmente como principal atração cênica do Natal no Recife, a montagem traz no elenco principal Arilson Lopes (Mateus 1), Sóstenes Vidal (Mateus 2), Zé Barbosa (José), Isadora Melo (Maria) e o mágico Rapha Santacruz; um grupo de 11 bailarinos com destaque para Juliana Siqueira, Inaê Silva e Jáflis Nascimento; além dos cantores solistas Silvério Pessoa, Surama Ramos, Jadiel Gomes e Virgínia Cavalcanti.

Toda a trilha sonora é executada ao vivo por 14 músicos na orquestra regida pelo maestro José Renato Accioly, junto ao coro adulto com 13 cantores e coro infantil, coordenado este por Célia Oliveira, com 12 crianças cantoras. No total, contando com a equipe técnica, cerca de 200 pessoas trabalham na montagem, incluindo Marcondes Lima e Séphora Silva, responsáveis pelo cenário (com ele também assinando os figurinos); Játhyles Miranda na iluminação e Gera Cyber na maquiagem. E, assim, a festa acontece, numa celebração do Natal de um jeito bem nosso e em louvor ao nascimento do Menino Deus, símbolo do novo e da esperança de um mundo melhor! Sempre.




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Na Ponta do PÉ produz série sobre a dança pernambucana na pandemia
      Na Ponta do PÉ produz série sobre a dança pernambucana na pandemia
    • Cia. de Teatro e Dança Pós-Contemporânea  d’Improvizzo Gang estreia o filme “Café”
      Cia. de Teatro e Dança Pós-Contemporânea d’Improvizzo Gang estreia o filme “Café”
    • Projeto Corpoesia traz série de videodanças inspirada na obra do poeta França de Olinda
      Projeto Corpoesia traz série de videodanças inspirada na obra do poeta França de Olinda

    Deixe um comentário

    Mensagem