Ballet Stagium, de São Paulo, traz o espetáculo Figuras e Vozes ao Recife
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        
  • Figuras e Vozes | FOTO: Arnaldo J. G. Torres
    img
  •        

As apresentações acontecem entre os próximos dias 26 e 29, na Caixa Cultural Recife 

O Ballet Stagium (SP), companhia de dança contemporânea mais antiga em atuação no Brasil, volta ao Recife com o espetáculo Figuras e Vozes. As apresentações acontecem nos próximos dias 26, 27, 28 e 29 (quarta a sábado), na Caixa Cultural Recife. Na capital pernambucana, a última passagem da companhia, comandada por Marika Gidali e Décio Otero, foi em 2013.

Figuras e Vozes, espetáculo criado em 2015, desafia a investigar o estado de espírito dadaísta, movimento artístico pertencente às vanguardas europeias do século 20, que tinha como lema: “a destruição também é criação”. Como essa ideologia, o dadaísmo agregava forte conteúdo anárquico, opondo-se a qualquer tipo de equilíbrio e racionalidade. A criação artística adentrava em um novo olhar, o que obrigava o espectador a mudar o ângulo de visão.

A montagem,  com 15 bailarinos em cena, aborda o aleatório e o acaso como provocação em um mundo totalmente institucionalizado e movido pela rapidez das informações. Com uma hora de duração e com classificação livre, a obra utiliza a dança e elementos teatrais para provocar uma nova perspectiva no olhar do público, recriando valores, revendo o universo simbólico e instigando a busca das muitas respostas para as eternas perguntas do ser humano.

O espetáculo tem figurino e direção artística de Márcio Tadeu e coreografia assinada por Décio Otero. Os ingressos custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), à venda na bilheteria da Caixa Cultural a partir as 9h do dia 25 de setembro.  A Caixa Cultural Recife fica na Avenida Alfredo Lisboa, em frente a praça do Marco Zero, no Bairro do Recife (Recife-PE). Mais informações: (81) 3425.1915.

BALLET STAGIUM

Fundado em outubro de 1971, em São Paulo, por Marika Gidali e Décio Otero, o Stagium completa 47 anos em 2018. É a companhia de dança contemporânea mais antiga em atuação no Brasil. Foi a primeira companhia de dança nacional a utilizar música popular brasileira nas trilhas sonoras dos espetáculos. Fez apresentações em lugares inusitados como em 11 tribos indígenas do Alto e Baixo Xingu, no palco flutuante dentro do lago do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, e no hangar do aeroporto de Congonhas, também em São Paulo.

Conhecida pelo forte e atuante engajamento político, a companhia mantém diversos projetos que utilizam a dança como forma de integração social. Seus diretores acreditam que o repertório do ballet é artístico, social e pedagógico, pois desenvolvem não apenas o ensino da dança, como também um vasto programa de pesquisas que agregam várias linguagens inovadoras da dança. Mais de um milhão e oitocentas mil pessoas assistiram aos espetáculos dos Ballet Stagium, apenas de 1971 a 2009.

SERVIÇO

Espetáculo Figuras e Vozes
Quando:
26, 27, 28 a 29 de setembro de 2018 
Horário:
às 20h
Ingressos:
R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia entrada). * Estudantes, professores, pessoas acima de 60 anos e funcionários e clientes Caixa pagam meia.
Onde:
Caixa Cultural Recife – Avenida Alfredo Lisboa, em frente a praça do Marco Zero, Bairro do Recife (Recife, PE)
Informações:
(81) 3425.1915




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Aline Antunes

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
      Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
    • Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
      Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
    • Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias
      Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias

    Deixe um comentário

    Mensagem