Curso sobre método russo de ensino do balé com Jane Dickie
  • Jane Dickie | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Jane Dickie | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Jane Dickie | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Jane Dickie | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Jane Dickie | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Jane Dickie | FOTO: Divulgação
    img
  •        

As aulas acontecem de 31 de janeiro a 02 de fevereiro, no Stúdio de Danças Recife, ensinando técnicas de Agrippina Vaganova para professores da dança

Com aulas teóricas e práticas, baseado nos princípios metodológicos de Agrippina Vaganova, a bailarina e professora de balé Jane Dickie ministra o curso de verão para professores de balé “Fundamentos do método russo de ensino do ballet clássico – teoria e prática”. As aulas, com carga horário total de 15 horas, acontecem entre os dias 31 de janeiro a 02 de fevereiro, no Stúdio de Danças (Graças, Recife), e conta com apostilas e certificado de participação.

Nos primeiros dias, a programação acontece das 9h às 12h e das 14h às 17h, já no último dia a ministração acontece das 9h às 12h. Os ensinamentos são voltados para professores que buscam ampliar suas competências pedagógicas ao compreender, praticar e avaliar a utilização de um método, essencial para a prática da técnica com seus alunos, em seus diversos níveis de aprendizado, justificado no conteúdo do ensino do primeiro e segundo ano dos estudos de balé clássico.

As inscrições são feitas pelo e-mail cursorecifemetodologiavaganova@gmail.com ou (81) 99762.6903. O investimento é de R$ 600, para pagamentos em até três vezes sem juros no cartão de crédito, e de R$ 630, parcelados em até seis vezes, através do PagSeguro. O Stúdio de Danças fica na Rua das Pernambucanas, nº 79, Graças (Recife, PE).

JANE DICKIE

Jane Dickie é professora de balé clássico, com especialização em metodologia do ensino da técnica de dança clássica – vaganova. A bailarina já atuou no Teatro Municipal do Rio de Janeiro e foi solista da Cia. Palácio das Artes (MG), dançou em papéis femininos de destaque, como Coppélia, Romeu e Julieta, Les Sylphides e O Quebra Nozes. E nomes importantes da dança, como Ana Botafogo, já dividiram o palco com Jane.

Foi também professora de balé da Escola do Teatro Bolshoi do Brasil (2000 a 2005) e ministra periodicamente cursos sobre metodologia vaganova, passando por diversas cidades do país. Hoje,  atua como professora de dança clássica, coreógrafa e coordenadora pedagógica do Stúdio de Danças, além de dirigir artisticamente o Ballet Jovem Stúdio de Danças. Em 2020, vai ministrar aulas no YAGP Brasil e no 38º Festival de Dança de Joinville.

OPINIÃO (POR JANE DICKIE)

Quanto mais devagar você for, mais rápido você chegará lá  

Em um momento em que tudo parece evoluir cada vez mais rápido, muitas vezes nos parece que também devemos acelerar a nossa maneira de ensinar balé, principalmente no que se refere aos anos iniciais de aprendizagem. Que também aqui, precisamos apressar nossos alunos, o tempo todo. Mas se nos apressamos demais, é fácil cometer erros e perder as oportunidades de vê-los aprendendo corretamente.

Estamos muito preocupados com o resultado, não com o processo. Esquecermos que a forma como cada passo deve ser inicialmente ensinado é mais importante do que a velocidade de se chegar ao movimento final de cada passo. Uma abordagem lenta, seguindo os princípios básicos de um método consagrado, é o segredo absoluto para realmente entender o balé de dentro para fora.

O objetivo do ensino progressivo (prática lenta) não é apenas desacelerar as coisas para reproduzi-las perfeitamente. Trata-se também de dar tempo ao aprendizado dos alunos de ajustar a sua execução, de tempo para poder prestar atenção a todas as nuances da mecânica do movimento. Diminuindo a velocidade, ajudamos o cérebro a sentir e corrigir qualquer esforço desnecessário.

É claro, tudo isso exige do professor, conhecimento, foco, comprometimento, tolerância, paciência, sabedoria, compaixão e vontade de trabalhar contra todas as probabilidades…

Este não é um processo doloroso e torturante, mas um processo cativante e gratificante. Uma maneira de abrir as portas para muitas pequenas descobertas satisfatórias que, em última análise, podem ser a chave para fazer do seu ensino um ensino de melhor qualidade.

SERVIÇO

Fundamentos do método russo de ensino do ballet clássico – teoria e prática
Quando: de 31 de janeiro a 02 de fevereiro de 2020
Horário: dois primeiros dias das 9h às 12h e das 14h às 17h; 9h às 12h, no último dia
Local: Stúdio de Danças – Rua das Pernambucanas, nº 79, Graças (Recife, PE)
Investimento: R$ 600 (parcelados em 3x) ou R$ 630 (parcelados em 6x), através do  PagSeguro
Inscrições: cursorecifemetodologiavaganova@gmail.com ou (81) 99762.6903
Informações: (81) 99762.6903




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Aline Antunes

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
      Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
    • Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
      Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
    • Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias
      Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias

    Deixe um comentário

    Mensagem