Festival audiovisual de dança em cartaz no Recife
  • André Aguiar | FOTO: Rayanne Moraes
    img
  •        
  • André Aguiar | FOTO: Rayanne Moraes
    img
  •        
  • André Aguiar | FOTO: Rayanne Moraes
    img
  •        
  • André Aguiar | FOTO: Rayanne Moraes
    img
  •        

As exibições do Guiar, Festival Internacional de Screendance, acontecem nos cinemas São Luiz e Fundação Joaquim Nabuco, até o próximo sábado (13)

GUIAR, Festival Internacional de Screendance está em cartaz até o próximo sábado (13), nos cinemas São Luiz, no bairro da Boa Vista, e no cinema da Fundação Joaquim Nabuco (FUNDAJ), no bairro do Derby. Os curtas em exibição são divididos em mostras competitivas e não competitivas. O evento conta ainda com debates e apresentações artísticas online e presencial. O GUIAR é o primeiro festival exclusivamente de screendance a transmitir filmes de danças e performances online no Brasil.

‘’O nome do festival foi inspirado nas pessoas que se guiavam através das estrelas para encontrar seu caminho. Acredito que grandes estrelas e profissionais vão passar por este evento e irão inspirar muitas pessoas a imaginar direções para suas vidas. A palavra screendance abraça todas as interações da dança na tela. O público vai poder assistir à interação de filmes, games e softwares inovadores de dança”, explica o idealizador do evento, o bailarino e designer de moda André Aguiar.

Dentre os curtas competitivos, serão avaliadas obras de 40 diretoras, 47 diretores e 2 coletivos de 28 países. O Júri oficial é composto por Anita Almeida, Guilherme Schulze e Nina Velloso, Cintia Lima, Thiago das Mercês e Marco Bonachela. O festival prioriza exibir curta metragens porque apesar da interdisciplinaridade do audiovisual com a dança acontecer desde os primeiros experimentos de criação do cinema, ainda é rara a produção nacional de screendances em longa metragem.

Antes das sessões haverá as apresentações cênicas: ‘’Zigoto’’ de Patrícia Pina Cruz, “A parte de um todo’’ de Eric Valença e “ämämä mämäm’’ de André Aguiar, estes dois últimos serão transmitidos online em parceria com a faculdade Aeso. As coreografias que serão apresentadas com o apoio de Heloísa Duque, chefia de dança da Fundação de Cultura do Recife, e desfile de moda em parceria com Senac e Marco Pernambucano da Moda.

O festival conta com sessão com audiodescrição, tradutores de libras e legendas em português e inglês. Haverá ainda votação através da página do evento no Facebook para escolher qual curta irá está em cartaz em sessão extra nos cinemas São Luiz e da Fundação Joaquim Nabuco (FUNDAJ). O valor dos ingressos para conferir o projeto é de R$ 5,00 (preço único), no Teatro São Luiz, e de R$ 2,00 (meia) e 4,00 (inteira) na FUNDAJ. Mais informações no site do GUIAR.

PROGRAMAÇÃO

MOSTRA COMPETITIVA

Dia: 11/10 (quinta-feira)
Hora: 19h as 22h
Onde: Cinema São Luiz – Rua da Aurora, 175, Boa Vista (Recife-PE)
Apresentação artística: Eric Valença – Coreografia: A parte de um todo (transmissão online) das 19h às 19h15

Sessão 1 I 01’h26”
Competing for Sunlight: Oak / Dagmar Dachauer (Áustria/Bélgica,2017, 6’05’’)
Anda Luz / Daniela Guimarães (Brasil/BA, 2016, 11’)
Del migra / Cándido Pérez de Armas (Espanha,2017, 8’19’’)
Tensity / Konrad Kult (Polônia, 2018, 10’20’’)
Novalis / Qing Piao (China/França, 2018, 4’46’’)
Osmosis / George Tampakakis (Grécia, 2018, 5’40’’)
Veer / Mariama Slåttøy & Sveinung Gjessing (Noruega, 2017, 7’)
Vanitas / Vinicius Cardoso (Brasil/SP, 2017, 6’)
Platform 13 / Camiel zwart (Países Baixos, 2015, 13’51’’)
Confluence I / Davide De Lillis (Alemanha/ Índia,2014, 8’45’’)

Sessão 2 I 01’22”
Competing for Sunlight: Ash / Dagmar Dachauer (Áustria/Bélgica,2017, 4’43’)
Catch me / Fenia Kotsopoulou (Grécia,2017, 3’29’’)
Lines / Nikita Maheshwary (Índia, 2016, 1’45’’)
Two mowiments / Michel Schettert (Brasil/DF, 2017, 7’32’’)
Acorda / Movimento Ocupe Estelita (Brasil/PE, 2015, 6’43’’)
“Coplillas” for Bombay / Jaume Miranda (Espanha, 2018, 14’54’’)
Tongue tied shrews / Sherah Shipman (EUA, 2018, 3’45’’)
Counter//balance / Anuradha Rana (EUA,2018, 6’50’’)
Portrait de Deux / Ennya Larmit (Países Baixos, 2018, 05’41’’)
Formidable Dreams – Part 1’ / Sara Zalek & Eugene Sun Park (EUA, 2018, 11’41’’)
Gatha / Chenglong Tang (China, 2018,15’49’’)

Dia: 12/10 (sexta feira)
Hora: 19h as 22h
Onde: Cinema São Luiz – Rua da Aurora, 175, Boa Vista (Recife-PE)
Apresentação artística: Januária Finizola – Coreografia: Rito das 19h às 19h15

Sessão 1 I 01’h02”
Yin and Yang / Olga Guse (Alemanha, 2014, 4’)
Iridescence / Maxime Beauchamp (Canadá, 2017, 9’)
Tango Shoes / Elzbieta Piekacz (Reino Unido, 2015, 8’37’’)
Takako Vs. Nine Lives / Laura Katz Rizzo (EUA, 2018, 9’8”)
Le Temps Prend Feu / Simone A. Tognarelli (Itália, 2017, 6’)
In your arms / Damian Emilio (Argentina, 2017, 5’05’’)
Homemaker / Ana baer (EUA, 2018, 3’18’’)
Eve teasing / Nikita Maheshwary (Índia, 2015, 1’45’’ )
White Wednesdays / Atoosa Farahmand & Oscar Hagberg (Suécia, 2018, 2’38’’)
Smart dress is absolutely essential / Slawomir Milewski (Reino Unido, 2015, 7’30’’)
In a Different Space / Gail Hewton (Australia, 2018, 14’42’’)

Sessão 2 I 01’h19”
Hold Me / Cíntia Pimentel (Brasil/SP, 2018, 4’07)
Storm / Aditya Dawar (Índia, 2018, 2’32’’)
Dem Beats / Tulio di Santanna (Brasil/PE, 2018, 2’47’’)
Otherland / Jan Pieter Tuinstra & Keren Levi (Países Baixos, 2018, 13’30’’)
Ècharpe Noir / Barbara Fuentes (Brasil/RJ,2018, 15’)
Brethren / Annette Daniels Taylor (EUA, 2018, 4’04’’)
Dês Pés / Camila Christian Quintana (Brasil/BA, 2016, 4’06’’)
Vibreixon / Adelmo do Vale (Brasil/PE, 2018, 1’44’’)
Mãe de Sangue / Renata Araujo (Brasil/RJ, 2017, 7’53’’)
Negrafia / Amanda de Souza & Priscilla Melo (Brasil/PE, 2018, 4’13’’)
Urtiga / Coletivo Encruzilhada (Brasil/PE, 2018, 5’55’’)

MOSTRA NÃO COMPETITIVA

Dia: 11/10 (quinta-feira)
Hora: 17h às 18h10
Onde: Cinema da Fundação Joaquim Nabuco – Rua Henrique Dias, 609, Derby (Recife-PE)
Mostra convidada: Festival VideodanzaBa (Argentina)​

1. Ernestina, (h)errar es humano, borrar es divino / Vanesa Menalli y Hebras Danza (Agentina, 21016, 8’)
2. En la huella del ancla / Leandro Navall y Mercedes Chanquia Aguirre (Argentina, 2017, 6’46’’)
3. Lado A / Alejandrina Groisman y Maria Sol Gorosterrazú (6’36’’)
4. Pellejo / Federico M. Panizza ( ​Argentina, 2017, 8:’45’’)
5. D.I.H Breath / Luca Quaia y Daša Grgič, 1’, Itália, 2016).
6. TOTEM perroLuna / Serafín Mesa (Espanha).
7. For a Moment / Clémence Poesy ( Francça, 2016, 9´15’’)
8. Aquarius / Timo Zhalnin (Russia, 2016, 9’09’’).
9. Separate Sentences / Amy Dowling y Austin Forbord (EUA, 2016, 15’).

Dia: 12/10 (sexta-feira)
Hora: 16h às 17h
Onde: Cinema da Fundação Joaquim Nabuco – Rua Henrique Dias, 609, Derby (Recife-PE)
Mostra convidada: Festival Dança em Foco (Brasil)​

1. Songs of the Underworld / Nicola Hepp (Países Baixos, 2016, 6’)
2. Six Solos / Simon Fildes-Sang Jijia (Reino Unido-China, 2016, 6’)
3. La Tura NatuRal / Goga Riveros-Irvin Castro-Paola Cortes (Chile, 2016, 5’)
4. Antropófagos / Vinícius Cardoso-Irupé Sarmiento (Brasil, 2016, 5’)
5. Black Square / Timo Zhalnin-Elena Kuzmina (Rússia, 2015, 5’)
6. 60 Pulses / Aliki Chiotaki-Christina Mertzani ( Grécia, 2016, 3’)
7. Negrume / Luis Gomes-Isa Oliveira (Brasil, 2017 4’)
8. Tea Dances / Cha Sze-Wei (Singapura, 2017, 1’)
9. Diarkís / Isis Gasparini-intérpretes (Brasil, 2016, 3’)
10. Crack the Cypher / Marites Carino-Tentacle Tribe (Canadá, 2016, 7’)
11. Lispectorando / Victor Ribeiro-Priscila Queiroz-Mario Spatizziani (Brasil, 2016, 9’)

Dia: 13/10 (sábado)
Hora: 16h às 17h
Onde: Cinema da Fundação Joaquim Nabuco – Rua Henrique Dias, 609, Derby (Recife-PE)
Mostra convidada: Festival Screendance (África)

1. Tableaux Paysages Premiers / Maïté Jeannolin, Charlotte Marchal (Marrocos, 2016, 12’ 20”)
2. Track / Dominque Jossie (Africa do Sul, 2016, 3’37”)
3. Body/Bag / Mark Freeman (Africa do Sul, 2017, 2’44”)
4. Moving Afrika / Valeria Lo Meo – Michele Manzini (Africa do Sul, 2016, 5´02´´)
5. T.I.A. – This is Africa / Matthieu Maunier – Rossi (Congo, 2013, 7’19”)
6. Maps of Emotion / Konzept & Regie – Lutz Gregor (Mali, 2016, 14’ 02”)
7. I Walk The Streets With Loose Parts / Ryan Kruger (Africa do Sul, 2017, 4´48´´)
8. In The Castle of My Skin / Lebogang Rasethaba – Arcade Content (Africa do Sul ,2015, 5’2​

Dia: 13/10 (sábado)
Hora: 17h às 17h50
Onde: Cinema da Fundação Joaquim Nabuco – Rua Henrique Dias, 609, Derby (Recife-PE)
Mostra convidada: Festival Agite y Sirva (México)

1. ARK[xy] / Benjamin Juhel – Mélodie Serena (França, 2016, 5’)
2. In the House of Mantegna / Michele Manzini ( Itália, 2017, 7’)
3. Elevate B / Chao-Hui Ting/Chih-Chia Huang (Taiwán,| 2017, 7’)
4. Releasing Her Archive Owa Barua-Carol Brown | 9 min | Reino Unido | 2017
5. Frenesí / Colectivo tropical (México, 2018, 6’)
6. El ciclo del viento / Ana del Aire – Josué Hermes (México, 2018, 3’)
7. Rose / Alessandro Bo – Marinés Cardoso (México, 2018, 6’)
8. Primer Movimento / Octavio Iturbe – Tania Solomonoff – Eve Bonneau (México, 2017, 12’)

SESSÃO EXTRA – MOSTRA DE ESCOLHA POPULAR

Dia: 13/10 (sábado)
Hora: 19h as 22h
Onde: Cinema da Fundação Joaquim Nabuco – Rua Henrique Dias, 609, Derby (Recife-PE)
Apresentação artística: Coreografia: ämämä mämäm (transmissão online) das 19h às 19h 15 e Desfile de Moda das 19h15 às 19h25

PREMIAÇÃO – MOSTRA DE ESCOLHA POPULAR

Dia: 13/10 (sábado)
Hora: 19h as 22h
Onde: Cinema São Luiz – Rua da Aurora, 175, Boa Vista (Recife-PE)
Apresentação artística: Patrícia Pina Cruz – Coreografia: Zigoto das 19h às 19h15




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Aline Antunes

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Na Ponta do PÉ produz série sobre a dança pernambucana na pandemia
      Na Ponta do PÉ produz série sobre a dança pernambucana na pandemia
    • Cia. de Teatro e Dança Pós-Contemporânea  d’Improvizzo Gang estreia o filme “Café”
      Cia. de Teatro e Dança Pós-Contemporânea d’Improvizzo Gang estreia o filme “Café”
    • Projeto Corpoesia traz série de videodanças inspirada na obra do poeta França de Olinda
      Projeto Corpoesia traz série de videodanças inspirada na obra do poeta França de Olinda

    Deixe um comentário

    Mensagem