Mostra faz relação entre a dança e o cenário político, em Petrolina
  • Coletivo Trippé | FOTO: Fernando Pereira
    img
  •        
  • Coletivo Experiment´aí | FOTO: Tássio Meether
    img
  •        
  • Coletivo Experiment´aí | FOTO: Tássio Meether
    img
  •        
  • Lucas Valentim | FOTO: Aldren Lincoln
    img
  •        
  • Lucas Valentim | FOTO: Aldren Lincoln
    img
  •        
  • Coletivo Trippé | FOTO: Fernando Pereira
    img
  •        
  • Coletivo Experiment´aí | FOTO: Tássio Meether
    img
  •        
  • Coletivo Experiment´aí | FOTO: Tássio Meether
    img
  •        
  • Lucas Valentim | FOTO: Aldren Lincoln
    img
  •        
  • Lucas Valentim | FOTO: Aldren Lincoln
    img
  •        

Com o tema “Modos de (r) existir”, a Mostra 14 de Dança acontece nos próximos dias 14, 15 e 16, contando com oficinas, debates e apresentações

A Mostra 14 de Dança, iniciativa independente da Qualquer um dos 2 Companhia, completa seis edições com o tema “Modos de (r) existir”, fazendo relações entre as produções em dança e sua representatividade diante do atual cenário político. O evento acontece nos próximos dias 14, 15 e 16, no Sesc de Petrolina, em Petrolina, no sertão pernambucano.

Neste ano, a mostra homenageia o ex-bailarino Ailton Marcus e conta com oficinas, mesas-redondas e apresentações de experimentos cênicos de grupos locais e convidados. A proposta é pensar sobre estratégias de sustentabilidade para as artes e instrumentalizar os artistas locais na área da economia criativa.

O integrante da companhia realizadora, André Vitor Brandão, explica que “a ideia deste ano é discutir outras maneiras de gestão econômica e simbólica dos grupos e processos artísticos que não estejam, necessariamente, apenas ligadas a editais. Pois, diante dos tempos em que vivemos de desmonte da cultura é necessário se reinventar para continuar existindo”.

Além desses espaços formativos, a mostra conta com a participação de artistas para apresentarem trechos de seus processos criativos que estão em andamento. “Nos interessa trazer publicamente a ‘coisa’ ainda em construção, não estabelecida para que o público possa ver de perto como a montagem de um trabalho artístico acontece”, comenta André.

No dia de abertura, quinta (14), será realizada uma “Vivência em Dança Contemporânea” com Lucas Valentim (Salvador-BA), das 09h às 12h, na Sala de Dança do Sesc Petrolina. Os interessados em participar podem fazer a inscrição no site da companhia. Ao todo, estão disponíveis 20 vagas para essa vivência que misturam contato improvisação, técnicas de chão e deslocamentos em massa.

Toda a mostra segue o esquema “pague quanto quiser”, onde o público determina o valor dos ingressos, como também da inscrição nas atividades formativas. Essa sexta edição da Mostra 14 de Dança conta com o apoio cultural da TV Grande Rio, do Sesc Petrolina, da Abajur Soluções, do Café de Bule e da Virabólica Comunicação. Mais informações: (87) 3866.7454.

PROGRAMAÇÃO 

Dia 14/12 – Quinta
09h às 12h – Sala de Dança: Vivência em Dança Contemporânea – Lucas Valentim (Salvador-BA)
15h às 16h – Galeria de Artes Ana das Carrancas: Palestra “Economia Criativa” – Minéya Helga (Recife-PE)
16h às 18h – Galeria de Artes Ana das Carrancas: Lançamento do Livro Eu vim da Ilha: o Samba de Veio como possibilidade de criação em dança contemporânea – Jailson Lima (Petrolina-PE)
19h às 22h – Teatro Dona Amélia: Trabalhos de grupos em processo – Cia Balançarte, Coletivo Incomum de Dança, Coletivo Trippé, Coletivo Experiment’Aí, Confraria 27, Qualquer um dos 2 Cia de Dança e NED – Núcleo de Estudos em dança (Petrolina-PE/Juazeiro-BA)

Dia 15/12 – Sexta
09h às 12h – Sala de Dança: Com (vivência) de Grupos – Lenira Rengel (Salvador-BA)
15h às 16h – Ruas no centro de Petrolina: Biju – Lucas Valentim (Salvador-BA)
16h às 18h – Teatro Dona Amélia: Mostra 2 Minutos para dança – Cia de Dança do Sesc (Petrolina-PE)

Dia 16/12 – Sábado
15h às 16h – Galeria de Artes Ana das Carrancas: Relançamento do filme “Este não é um documentário qualquer”
16h às 18h – Galeria de Artes Ana das Carrancas: Conversa de Boca Cheia “Modos de (r)existir: dança, economia e sustentabilidade” – Galiana Brasil (São Paulo-SP), Minéya Helga (Recife-PE), Lucas Valentim (Salvador-BA) e Lenira Rangel (Salvador-BA).
19h às 22h – Diversos locais no Sesc Petrolina: Experimentaço! – Adriano Paiva, Monique Paulino, Cintia Melo, Natália Agla, Thom Galiano e Dijma Darc (Petrolina-PE/Juazeiro-BA).

Oficina: Vivência em dança contemporânea
Ementa: Experimentações de princípios de movimentos que misturam contato improvisação, técnicas de chão e deslocamentos em massa. Parte da perspectiva de criação como processo de aprendizagem e enfatiza aspectos como autonomia e colaboração.




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
      Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
    • Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
      Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
    • Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias
      Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias

    Deixe um comentário

    Mensagem