Musicalidade na dança! Por que bailarino conta até oito?
  • Breno Vieira | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Breno Vieira | FOTO: Fernando Azevedo
    img
  •        

Na série “Live Na Ponta do PÉ”, conversamos com o professor de dança Breno Vieira, que explicou sobre tempos e compassos

E cinco, seis, sete e oito! Para explicar porquê bailarino tem o costume de contar até oito, conversamos com o professor de dança Breno Vieira, formando no curso de Licenciatura em Dança pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), durante transmissão ao vivo no nosso perfil do Instagram (@canalnapontadope).

Na live, Breno falou sobre noções de tempo e compasso, além de abordar questões de marcações em diferentes estilos de música e dança. Entre os exemplos, falou das diversas danças de salão, como forró, salsa, bolero, zouk e tango, citando também o frevo e até a “desconstrução”, como é comum observar na dança contemporânea.

Nossa conversa também ficou salva no nosso canal do YouTube!

SOBRE BRENO VIEIRA

Formado em Licenciatura em Dança, na Universidade Federal de Pernambuco, iniciou na dança em 2002, na dança popular e dança de salão. Atualmente, é professor de Dança de Salão no Studio Aneska França.

Também há fez cursos de percussão, teatro, balé clássico, dança contemporânea, hip hop e jazz. Além disso, já deu aulas em diversas escolas de dança de salão do Recife e integrou o corpo de baile de algumas bandas de Forró, como Nádia Maia e Jorge de Altinho.

COM TEMPO LIVRE?

Veja mais vídeos no nosso canal do YouTube!




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Ciclo de palestras online para profissionais de balé clássico
      Ciclo de palestras online para profissionais de balé clássico
    • Coreógrafa Andrea Raw lança Escola Panamericana de Dança Moderna, online
      Coreógrafa Andrea Raw lança Escola Panamericana de Dança Moderna, online
    • Exibição do espetáculo “O Peixe Mágico” marca o último encontro do CineDança Corona LAB
      Exibição do espetáculo “O Peixe Mágico” marca o último encontro do CineDança Corona LAB

    Deixe um comentário

    Mensagem