Saúde mental e dança durante a quarentena
  • Corpo e mente precisam estar em equilíbrio | FOTO: Na Ponta do PÉ
    img
  •        
  • Psicóloga Maria Cristina Lopes | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Corpo e mente precisam estar em equilíbrio | FOTO: Na Ponta do PÉ
    img
  •        

Na Ponta do PÉ conversou com a psicóloga Maria Cristina Lopes sobre como bailarinos e profissionais da dança podem manter a mente saudável durante o período de isolamento físico

Interagir com o corpo, fisicamente, é da natureza do bailarino, do artista. Para quem gosta de dançar (estar) junto, ficar em quarentena não é fácil. Mas como um movimento novo que pode parecer impossível de realizar e depois flui (com persistência), manter a mente saudável é possível, mesmo em tempos difíceis.

Segundo a psicóloga Maria Cristina Lopes,  que atua na psicologia aplicada à dança desde 2013, continuar produzindo neste período de isolamento físico, devido à pandemia do novo coronavírus, é fundamental. “Tentar manter sua rotina, dentro do possível, estabelecendo horários para realizar as atividades, é bem importante”.

Outro ponto que a psicóloga destaca é para consumir conteúdos diferentes e não só notícias sobre a Covid-19, de maneira excessiva. “Estudar um assunto diferente, ver um filme e conversar com um amigo são alguns exemplos para aproveitar melhor o tempo durante esse período, além de poder servir como inspiração para processos criativos, como ideia de um espectáculo ou coreografia”, detalha.

Confira mais dicas para manter a saúde mental na quarentena: 

Notícias sobre o novo coronavírus: você pode e deve se atualizar sobre o assunto, mas passar o dia todo lendo sobre a Covid-19 pode aumentar a ansiedade. Quando possível, desconecte-se dessas informações.

Ver conteúdos diferentes: livros, filmes, músicas, documentários etc.

Estudar e trabalhar: manter a produtividade é importante, seja estudando um assunto que já domina ou explorando outras áreas. É coreógrafo ou produtor cultural? Que tal começar a escrever o projeto cultural do seu espetáculo? Bailarino? Relembra as últimas coreografias, pesquise novas danças, conheça novas linguagens.

Criatividade: aproveite os momentos livres para explorar os movimentos e sua criatividade.

Manter a positividade: apesar das incertezas, estamos vivendo um momento de transição, que vai passar. É continuar se cuidando, sendo solidários e ter pensamento positivo.

E aquela dica de sempre: dance! 💃

VEJA TAMBÉM:

Conversa ao vivo com a psicóloga Maria Cristina Lopes durante live no nosso Instagram (@canalnapontadope), nessa quarta (01/04/20).

LEIA TAMBÉM

Workshop de psicologia da dança e livro digital “Como dançar melhor: insights da psicologia da dança”

COM TEMPO LIVRE?

Veja mais vídeos no nosso canal do YouTube




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Bailarino e músico Alisson Lima apresenta o espetáculo “Na medida do possível”, online
      Bailarino e músico Alisson Lima apresenta o espetáculo “Na medida do possível”, online
    • Confira escolas de dança que já voltaram às aulas presenciais, no Recife
      Confira escolas de dança que já voltaram às aulas presenciais, no Recife
    • Para falar de balé clássico, bailarina e publicitária criou um “Mundo Bailarinístico”
      Para falar de balé clássico, bailarina e publicitária criou um “Mundo Bailarinístico”

    1 Comentários

    Beatriz alice

    2020-04-07 14:38:39 Responder

    Muito legal!

    Deixe um comentário

    Mensagem