Temporada gratuita do espetáculo de dança infantil “Meu querido catavento”, em Petrolina
  • Meu querido catavento | FOTO: Karen Lima
    img
  •        
  • Meu querido catavento | FOTO: Karen Lima
    img
  •        
  • Meu querido catavento | FOTO: Karen Lima
    img
  •        
  • Meu querido catavento | FOTO: Karen Lima
    img
  •        

A montagem, do Coletivo Trippé, será apresentada nos dias 10, 11, 12 e 13 de abril, em diversos pontos da cidade 

Estimular a criatividade infantil e a formação de plateia com uma perspectiva inclusiva que prioriza a população periférica. Esse é o objetivo da nova temporada do espetáculo de dança infantil Meu Querido Catavento, promovida pelo Coletivo Trippé, em Petrolina (PE). As apresentações, todas gratuitas, acontecerão sempre às 9h e 15h, nos dias 10, 11, 12 e 13 de abril, em vários pontos da cidade.

A temporada irá iniciar com quatro apresentações, nos dias 10 e 11, no Cine-teatro do CEU das Águas, localizado no Bairro Rio Corrente. O espetáculo também será realizado em duas sessões no dia 12, no espaço da Associação Cultural do Samba de Véio da Ilha do Massangano. Já no dia 13, a montagem vai animar a garotada na Associação das Mulheres Rendeiras do Bairro José e Maria.

No total, serão apresentadas oito sessões do Meu Querido Catavento, que traz diversas brincadeiras e utiliza a imaginação infantil como mola propulsora. Cada brincadeira é acompanhada por um programa de mediação cultural, envolvendo conversas com os artistas e distribuição de material gráfico educativo em formato de “livrinho para colorir”.

Para o produtor cultural Adriano Alves, essa temporada é uma oportunidade para ampliar o contato com escolas da rede pública de ensino e investir na formação de plateia para dança na cidade. “O Trippé investe sempre em atividades em bairros e parceria com instituições sociais, para essa temporada gratuita fizemos contato com escolas públicas e Ong’s que atendam crianças na periferia. Vamos recebê-las nas apresentações e fazer atividades lúdicas”, conta.

O projeto é uma realização do Coletivo Trippé, com produção assinada pela Pipa Produções e apoio financeiro do Governo do Estado de Pernambuco, através do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura PE), da Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE), e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe). Mais informações estão disponíveis no blog do grupo.

PROGRAMAÇÃO

10 de abril, às 9h e 15h, no CEU das Águas, no Bairro Rio Corrente
11 de abril, às 9h e 15h, no CEU das Águas, no Bairro Rio Corrente
12 de abril, às 9h e 15h, Associação Cultural do Samba de Véio da Ilha do Massangano
13 de abril, às 9h e 15h, Associação das Mulheres Rendeiras, no Bairro José e Maria




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Na Ponta do PÉ produz série sobre a dança pernambucana na pandemia
      Na Ponta do PÉ produz série sobre a dança pernambucana na pandemia
    • Cia. de Teatro e Dança Pós-Contemporânea  d’Improvizzo Gang estreia o filme “Café”
      Cia. de Teatro e Dança Pós-Contemporânea d’Improvizzo Gang estreia o filme “Café”
    • Projeto Corpoesia traz série de videodanças inspirada na obra do poeta França de Olinda
      Projeto Corpoesia traz série de videodanças inspirada na obra do poeta França de Olinda

    Deixe um comentário

    Mensagem