Workshop beneficente explora a intertextualidade entre dança do ventre e caligrafia
  • Flora Suad e Márcio Said | FOTO: Inacio Oliveira
    img
  •        
  • Flora Suad e Márcio Said | FOTO: Antônio Fotografias
    img
  •        

Totalmente online, o evento é promovido pelo Racif Studio de Dança e Música Árabe. Acontece nos dias 5 e 12 de julho, com ensinamentos da dança do ventre

Com o objetivo de aprender mais sobre a ligação entre música, dança e caligrafia e ajudar o próximo, o Racif Studio de Dança e Música Árabe, localizado no centro da capital pernambucana, promove nos próximos dias 5 e 12, das 14h às 16h, a terceira edição do Workshop Ritmos e Caligrafias. O evento é totalmente online e a cada três inscrições, uma é destinada ao projeto Vivência, que leva refeições para aqueles que não tem condições de pagar por elas. As aulas têm a dança do ventre como foco e são ministradas pela bailarina e professora Flora Suad e pelo músico Márcio Saidi.

O curso explora a intertextualidade entre dança e caligrafia. “As letras árabes têm uma característica de relacionamento entre elas. Tem letras que se abrem para abraçar a que vem a seguir, elas se adaptam. Isso nos ensina a melhorar nossas interligações entre os movimentos da dança. A gente pode, por exemplo, fazer um movimento circular que já existe na dança do ventre, e essa letra tem uma forma circular dentro dela e nos aproveitamos disso. Ampliar o nosso universo imagético quando a gente dança, entrar nesse aspecto lúdico e imaginar que estamos desenhando com o corpo, que é momento de criar e posso usar essa metodologia para diferentes modalidades de dança”, explica Flora.

A bailarina explica também sobre a estrutura do curso. “Nossa metodologia em cada dia do workshop é dividida em três etapas. Na primeira etapa, ouvimos o ritmo no derbak e também trago exemplos de músicas. O objetivo é trabalhar o reconhecimento deste ritmo, sobretudo tocado na tabla/derbak, que é o principal instrumento percussivo das músicas orientais. Na segunda etapa, conhecemos as letras do alfabeto e a lógica de relação entre elas e como podemos nos basear nas características das letras para tornar nossa dança mais criativa. E na terceira etapa fazemos a aplicação prática com uma sequência-exemplo, seguindo estas analogias que estabelecemos entre a arte da escrita/caligrafia e a dança”, esclarece.

Para participar, é interessante já ser iniciado em dança do ventre ou praticante de algum estilo da dança. As transmissões são feitas pelo aplicativo Zoom e os participantes são incluídos também em um grupo exclusivo do Telegram para receber materiais e tirar dúvidas que surgirem ao longo das aulas. Os interessados podem fazer as inscrições através do Sympla ou por deposito bancário direto com os organizadores. Um final de semana custa R$ 50,00, mas se quiser participar dos dois finais de semana o pacote custa R$ 70,00, todas as opções incluem apostila. Mais informações: (81) 99934.4823 ou pelo Instagram @racifstudio.

SERVIÇO

O quê? Workshop Ritmos e Caligrafias
Quando: dias 5 e 12 de junho de 2020
Hora: das 14h às 16h
Transmissão: Zoom
Ministração: Flora Suad e Márcio Saidi
Inscrições: Sympla ou por deposito bancário direto com os organizadores
Valor: R$ 50,00 (um dia) e 70,00 (dois dias)
Informações: (81) 99934.4823 ou pelo Instagram @racifstudio.




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Aline Antunes

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Bailarino e músico Alisson Lima apresenta o espetáculo “Na medida do possível”, online
      Bailarino e músico Alisson Lima apresenta o espetáculo “Na medida do possível”, online
    • Confira escolas de dança que já voltaram às aulas presenciais, no Recife
      Confira escolas de dança que já voltaram às aulas presenciais, no Recife
    • Para falar de balé clássico, bailarina e publicitária criou um “Mundo Bailarinístico”
      Para falar de balé clássico, bailarina e publicitária criou um “Mundo Bailarinístico”

    1 Comentários

    Jannah Torres

    2020-06-26 11:09:38 Responder

    Vale muito a pena fazer este worshoop, Flora é uma super profissional e pesquisadora neste assunto.

    Deixe um comentário

    Mensagem