15º Festival de Circo do Brasil transforma Recife num grande picadeiro
  • Cia. LaMala | FOTO: Bruno Rodolf
    img
  •        
  • Coletivo LateraL | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Irmãos Atada | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Zero En Conducta | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Cia. LaMala | FOTO: Bruno Rodolf
    img
  •        
  • Coletivo LateraL | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Irmãos Atada | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Zero En Conducta | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • img
  •        

Com vários espectáculo que utilizam dança e acrobacias, entre outras linguagens artísticas, o festival acontece de 01 a 10 de novembro 

A cidade do Recife é palco da 15ª edição do Festival de Circo do Brasil, evento que coloca em cana o poder da resistência, do riso e da arte contra todas as adversidades e reveses históricos. Com apoio da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife e realização da Luni Produções, a programação começa hoje e segue até o próximo dia 10, nos teatros Santa Isabel, Apolo e Hermilio Borba Filho, além intervenções em espaços públicos, como no Museu do Estado, Parque da Macaxeira, Recife Antigo e Poço da Panela.

Na programação, muita palhaçada, malabarismo e espetáculos que unem acrobacia e dança. Entre os destaques, a Cia. LaMala (SP), que se apresenta sábado (02) e domingo (03), às 19h, no Teatro Apolo, com o Íntimo. O espetáculo explora a cumplicidade, nesse caso entre uma virtuosa dupla de acrobatas. Dois corpos que precisam um do outro para as performances, garantindo segurança, bem-estar e intimidade. Ali está um casal, cada um com seus próprios sentimentos e desejos em relação à vida.

Naïf (FRA) apresenta “A Mecânica das Sombras” nesta terça-feira (05) e quarta-feira (06), às 19h30, no Teatro Hermilo Borba Filho. Com apenas mãos e pés descobertos em cena, o grupo faz um trabalho cênico gestual contemporâneo. Durante o espetáculo, usam a luz como elemento de linguagem, criando um teatro de sombras, com números de acrobacia, equilíbrio, força e sincronismo. Nas coreografias, minuciosamente arquitetadas, a força e cadência do hip hop, somada à música instrumental.

O espetáculo Probabilidades, do Coletivo Lateral (SP), será apresentado na quinta-feira (07), às 19h30, no Teatro Hermilio e na sexta (08), às 16h, no Compaz do Alto Santa Terezinha. Em Probabilidades, os artistas formam pirâmides e gangorras humanas, entre outros números. Um corpo se apoia no outro e depois na barra, que serve de base para rolamentos, cambalhotas e saltos a metros do chão.

De fora, tem o Eh Man Hé, da Zero en Canducta (Espanha), ocupando o palco do Teatro Santa Isabel na quinta-feira (07), a partir das 20h, e na sexta-feira (08), às 20h. A história mistura técnicas de manipulação, dança, teatro físico e acrobacia. No picadeiro do Festival, ele traz o contexto do humano para o palco. Eh Man He são chamadas as pessoas que convivem com vários espíritos. Essa é a história de Nolan, um Eh Man He e seus cinco espíritos que ganham vida através de dançarinos, atores e acrobatas.

Ainda na lista de atrações que utilizam a dança, entre outras linguagens artíticias, os Irmãos Atada, de São Paulo. Eles apresentam “Três Variando” no próximo sábado (09) e domingo (10), às 16h30, no Teatro Apolo. Voltado para crianças, o espetáculo traz malabares, prato chinês, danças e outros números que fazem parte do circo que é montado em tempo real por artistas da Trupe Irmãos Atada. Eles apresentam ao público todo processo de montagem de um circo, desde o levantamento da lona sobre o picadeiro até a encenação dos números.

O 15º Festival de Circo do Brasil conta também com oficinas. Um delas é com a Cia. Suno, formada pelo clown e acrobata Duba Becker e pela bailarina Helena Figueira. A oficina trabalhará com pontos de equilíbrio do corpo, revelando as semelhanças e diferenças entre cada pessoa. A outra é com autor, diretor e clown argentino Tato Villanueva, dedicada a palhaços e atores em geral, trabalhando técnicas de ação e reação, desestruturação, paródia e efeito surpresa.

Os ingressos para conferir o Festival de Circo do Brasil custam R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia entrada), no Teatro Santa Isabel, e R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada), nos Teatros Apolo e Hermilo. Estão à venda no Sympla. As apresentações em locais públicos são gratuitas. Mais informações: (81) 3441.1241.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

01/11 – SEXTA-FEIRA
20h    Molavin – Tato Villanueva (ARG)
Teatro de Santa Isabel – 10 anos

02/11 – SÁBADO
10h às 19h
Museu do Estado: 10h às 19h
Av Rui Barbosa, 960, Graças – Livre (Entrada Gratuita)
Feirinha do Circo – Mais de 20 expositores
Vivências Circenses – Cia Brincantes (PE)
Sonho de Uma Profissão – Rapha Santacruz (PE)
Chulos – Cia Dual (SP)
Gulp – Clap Clap Circo (URU/ARG)
O Circo Sem Teto da Lona Furada dos Bufões – Dona Zefinha (CE)
Rascunho 37 – Cia Gravitá (SP)

19h
Íntimo – Cia LaMala (SP)
Teatro Apolo – 10 anos

20h
Molavin – Tato Vilanueva (ARG)
Teatro Santa Isabel – 10 Anos

03/11 – DOMINGO
10h às 19h
Museu do Estado: 10h às 19h
Av Rui Barbosa, 960, Graças – Livre (Entrada Gratuita)
Feirinha do Circo – Mais de 20 expositores

Vivências Circenses – Cia Brincantes (PE)
Duba Becker – Cia Suno (SP)
Gulp – Clap Clap Circo (URU/ARG)
O Circo Sem Teto da Lona Furada dos Bufões – Dona Zefinha (CE)
Rascunho 37 – Cia Gravitá (SP)

16h
Chulos – Cia Dual (SP)
Recife Antigo – Externa Gratuita – Livre

19h
Íntimo – Cia LaMala (SP)
Teatro Apolo – 10 anos

05/11 – TERÇA-FEIRA
10h
O Mundo de Hundertwasser – Cia Va de Bordo (SP) – Programação para Escolas
Teatro Apolo – Livre

15h
O Mundo de Hundertwasser – Cia Va de Bordo (SP) – Programação para Escolas
Teatro Apolo – Livre

14h
Oficina “O Elo Perdido”, por Tato Villanueva e Leticia Vetrano
Estúdio Luni – Inscrições limitadas pelo email: festivaldecircodobrasil@gmail.com

19h30
Mecânica das Sombras – Cia Mecanique des Ombres (FRA)
Teatro Hermilo – 10 anos

20h
O Grande Circo Místico
Cinema Gratuito (sujeito à lotação do cinema) – Cinema do Museu. Fundação Joaquim Nabuco, Av 17 de Agosto, 2187, Casa Forte – 16 anos

06/11 – QUARTA-FEIRA
10h
O Mundo de Hundertwasser – Cia Va de Bordo (SP) – Programação para Escolas
Teatro Apolo – Livre

15h
O Mundo de Hundertwasser – Cia Va de Bordo (SP) – Programação para Escolas
Teatro Apolo – Livre

10h
Palhaçaria – Cia Suno (SP)
Externa Gratuita – Sítio da Trindade – Livre

14h
Oficina “O Elo Perdido”, por Tato Villanueva e Leticia Vetrano
Estúdio Luni – Inscrições limitadas pelo email: festivaldecircodobrasil@gmail.com

19h30
Mecânica das Sombras – Cie Mecánique des Ombres (FRA)
Teatro Hermilo – Livre

20h
Monga
Cinema Gratuito (sujeito à lotação do cinema) – Cinema do Museu. Fundação Joaquim Nabuco, Av 17 de Agosto, 2187, Casa Forte – 12 anos

20h
Clov’s, O Internacionável – Cia Lá Nos Fundos (SC)
Teatro Santa Isabel – Livre

07/11 – QUINTA-FEIRA
10h
O Mundo de Hundertwasser – Cia Va de Bordo (SP)
Teatro Apolo – Livre

15h
O Mundo de Hundertwasser – Cia Va de Bordo (SP)
Teatro Apolo – Livre

14h
Oficina “O Elo Perdido”, por Tato Villanueva e Leticia Vetrano
Estúdio Luni – Inscrições limitadas pelo email: festivaldecircodobrasil@gmail.com

19h30
Probabilidades – Cia Lateral (SP)
Teatro Hermilo – Livre

20h
Eh Man Hé – Zero en Conducta (ESP)
Teatro Santa Isabel – 10 anos

08/11 – SEXTA-FEIRA
Oficina “Objetos e Corpo em Equilíbrio” – Cia Suno (SP)
Teatro Hermilo – Inscrição

16h
Probabilidades – Coletivo Lateral (SP)
Externa Gratuita – Compaz Governador Eduardo Campos (Alto Sta. Terezinha) – Livre

19h
Fuera! – Letícia Vetrano (ARG)
Teatro Apolo – 10 anos

20h
Eh Man Hé – Zero en Conducta (ESP)
Teatro Santa Isabel – 10 anos

09/11 – SÁBADO
16h
Gulp – Clap Clap Circo (URU/ARG)
Externa Gratuita – Parque da Macaxeira – Livre

16h
Cenas Curtas – Doutores da Alegria (PE)
Teatro Marco Camarotti (Rua 13 de Maio, 455 / SESC – Santo Amaro) – Livre

16h30
Três Variando – Irmãos Atada (SP)
Teatro Apolo – Livre

18h
Opá, Uma Missão – Lívia Falcão (PE)
Teatro Hermilo – Livre

20h
Molavin – Tato Villanueva (ARG)
Teatro Santa Isabel – 10 anos

10/11 – DOMINGO
14h
Dumbo – Live Action
Cinema Gratuito (sujeito à lotação do cinema) – Cinema do Museu. Fundação Joaquim Nabuco, Av 17 de Agosto, 2187, Casa Forte – Livre

16h
Poço da Panela
Externa Gratuita – Livre
Feirinha do Poço
Palhaçaria – Cia Suno (SP)
Clov’s, O Internacionável – Cia Lá Nos Fundos (SC)

16h
Cenas Curtas – Doutores da Alegria (PE)
Teatro Marco Camarotti (Rua 13 de Maio, 455 / SESC – Santo Amaro) – Livre

16h
Gulp – Clap Clap Circo (URU/ARG)
Externa Gratuita – 2º Jardim Boa Viagem – Livre

16h30
Três Variando – Irmãos Atada (SP)
Teatro Apolo – Livre

18h
Opá, Uma Missão – Lívia Falcão (PE)
Teatro Hermilo Borba Filho




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
      Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
    • Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
      Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
    • Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias
      Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias

    Deixe um comentário

    Mensagem