Divulgada programação da 13° Mostra Brasileira de Dança
  • Programação | Divulgação Revista MBD
    img
  •        
  • Epílogo - Studio de Danças | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Segunda pele | FOTO: Renata Pires
    img
  •        
  • Breguetu - Grupo Experimental | FOTO: Rogério Alves
    img
  •        
  • Pontilhados | FOTO: Hans von Manteuffel
    img
  •        
  • Que corpo é esse? | FOTO: Rubens Henrique
    img
  •        
  • André Vitor Brandão | FOTO: Fernando Pereira
    img
  •        
  • img
  •        

Nesta edição, que vai de 29/07 a 07/08, o evento lança a campanha Adote um (a) bailarino (a) e destaca apresentações de grupos pernambucanos da capital e interior

Na sua 13ª edição, que vai de 29 de julho a 7 de agosto, a Mostra Brasileira de Dança traz para Pernambuco a diversidade da dança nacional. Neste ano, o intercâmbio cultural que propõe o evento é presente nas suas atividades formativas, como já contamos aqui. Para as apresentações, a mostra destacou dessa vez grupos pernambucanos da capital e interior, mas entrarão em cena também companhias de outros estados, como Paraná e Bahia.

Haverá apresentações de espetáculos e coreografias de coletivos, grupos e profissionais independentes, tanto profissionais como em formação espalhados por diversos teatros e espaços do Recife. Como homenageada, a mostra traz a bailarina, coreógrafa e diretora pernambucana Mônica Lira, que ganha espaço na programação com três obras do repertório do seu Grupo Experimental.

Para a abertura no Teatro Santa Isabel, às 20h, na sexta-feira (29), o Balé Teatro Guaíra (PR) apresenta Trânsito e Orikis, trabalhos da coreógrafa baiana Ana Vitória. Fazem também parte da programação deste ano o Núcleo Viladança (BA), com a montagem Da Ponta da Língua à Ponta do Pé – voltada para o público jovem -, o Coletivo Incomum e a Qualquer um dos 2 Companhia de Dança, ambos de Petrolina, além do Stúdio de Danças (PE) e o Coletivo Lugar Comum (PE).

As Mostras Coreográficas de Grupos em Formação e de Grupos Profissionais, que acontecem na quinta (4) e sexta-feira (5), respectivamente, abrem espaço para trabalhos de curta duração de artistas independentes e grupos do estado. Para os primeiros, como a Cia. de Dança do Recife e a Academia Fátima Freiras, a Mostra de Coreografias se constituiu como um incentivo para a continuação da formação do bailarino.

Com direção da homenageada Mônica Lira, o público poderá conferir as obras Breguetu, Pontilhados e Zambo, que foi criada em 1997 e remontada especialmente para a Mostra com a participação de todos os bailarinos que já passaram pelo elenco do espetáculo, incluindo Gilson Santana, o Mestre Meia-Noite.

E entre as novidades da 13ª edição é a inclusão do COMPAZ do Alto Santa Terezinha como espaço pedagógico e de apresentações. No sábado (30), o Centro recebe o trabalho Visita Guiada, do Balé Teatro Guaíra, além de abrir as portas no domingo (07) para o encerramento da Mostra, a ação Dança Solidária, uma conclusão da campanha Adote Um Bailarino, com apresentações de grupos locais e entrega de artigos de dança arrecadados durante o período da MBD.

Os ingressos para todas as apresentações têm valor popular e variam entre R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia), R$ 10 (artistas com carteira do SATED/PE) e R$ 5 (artistas participantes do evento). Já as apresentações no Compaz são gratuitas. Tem ainda o projeto Vá de Bike!, permitindo que os ciclistas recebam 50% de desconto no valor dos ingressos mediante uso da bicicleta como meio de transporte para chegar aos teatros. Mais informações: (81) 2626 2605.

>> Abaixo, confira a programação completa da mostra!

Programação | Divulgação Revista MBD

Programação | Divulgação Revista MBD

ESPETÁCULOS 

29 de julho, às 20h no Teatro Santa Isabel. Classificação livre
Orikis e Trânsito, Balé Teatro Guaíra (PR). Duração: 40 min

30 de julho, às 20h30 no Teatro Santa Isabel. Classificação livre
Orikis e Trânsito, Balé Teatro Guaíra (PR). Duração: 40 min

30 de julho, no Compaz, às 11h (gratuito). Classificação livre.
Visita Guiada, Balé Teatro Guaíra (PR)

30 de julho, no Teatro Hermílio Borba Filho, às 19h . Classificação: 16 anos
Que corpo é esse?, Coletivo Incomum (PE). Duração: 40 min

31 de julho, no Teatro Hermílio Borba Filho, às 16h30. Classificação livre
Da Ponta da Língua à Ponta do Pé, Núcleo Viladança (BA). Duração: 50 min

31 de julho, no Teatro Hermílio Borba Filho, às 18h. Classificação: 14 anos
Breguetu, Grupo Experimental (PE). Duração: 60 min

1 e 2 de agosto, no Espaço Experimental, às 16h. Classificação livre
Pontilhados, Grupo Experimental (PE). Duração: 60 min

2 de agosto, no Teatro Arraial, às 19h. Classificação livre
Onde ele anda é outro céu? Qualquer um dos 2 companhia de Dança (PE). Duração: 40 min.

3 de agosto, no Teatro Apolo, às 19h. Classificação livre
Epílogo, Grupo de Ballet Stúdio de Danças (PE). Duração: 40 min

3 de agosto, no Espaço do Coletivo Lugar Comum, às 19h. Classificação: 16 anos
Segunda Pele, Coletivo Lugar Comum (PE). Duração: 70 min

MOSTRA DE COREOGRAFIAS | GRUPOS EM FORMAÇÃO
4 de agosto, no Teatro Luiz Mendonça, às 20h. Classificação livre
Suíte La Fille Mal Gardée, Maysa Clube. Duração: 10min
Frevariando, Cia de Frevo do Recife. Duração: 15 min.
Eu vim de lá, Coletivo Recbeats. Duração: 7 a 8 min
Entre Sombrinhas, Studio Viégas de Dança. Duração: 10 min
Le Jardin Animé, Academia Fátima Freitas. Duração: 8 min
Pavão Babi, Johari. Duração: 4:58 min.
Suíte Clássica Marius Petipa, Ballet Cláudia São Bento. Duração: 9 min.
Brâman, Gesttus Grupo de Dança. Duração: 3 min.
Zuzuê, Gesttus Grupo de Dança. Duração: 5 min.
Chicago, Ballet Fernanda D’angelo, Duração: 3 min.
Manguesoul, Gesttus Grupo de Dança. Duração: 4 min.
Variações Clássicas, Grupo Aria Clássico. Duração: 10 min.
Frida, Renata Botelho. Duração: 5 min.
Do Gélido Silêncio Sem Cor , Thiago Barbosa. Duração: 5 min.

MOSTRA DE COREOGRAFIAS | GRUPOS PROFISSIONAIS
5 de agosto, no Teatro Apolo, às 19h. Classificação livre
Suíte La Bayadère, Ballet da Cidade do Recife. Duração: 16min
A pele da luz, Luciana Freire D’Anunciação. Duração: 15min.
Dor de Pierrot – 80 aos pedaços, Gardênia Coleto. Duração: 15 a 20 min.

6 de agosto, no Teatro Luiz Mendonça, às 20h. Classificação livre
Zambo, Grupo Experimental. Duração: 45 min

7 de agosto, no Compaz, das 10 às 12h (gratuito). Classificação livre
Dança Solidária: Encontro com participação de vários grupos artísticos de Pernambuco para celebrar o encerramento da campanha “Adote uma bailarina ou um bailarino”.




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Maíra Passos

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
      Inspirações da bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Liana Vasconcelos para produzir dança em casa
    • Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
      Cenas do Nordeste, online, traz espetáculos de dança e teatro
    • Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias
      Coreógrafo Ivaldo Mendonça se conecta com bailarinos durante a pandemia, através de fotografias

    Deixe um comentário

    Mensagem